Bandido preso por matar delegado federal participou do assassinato do publicitário Jesiel

Nathanael, o “Beck”, e Anderson cairam nas garras da polícia

A Polícia Civil do Maranhão, por meio da Superintendência Estadual de Homicídios e de Proteção à Pessoa (SHPP), conseguiu executar na última quinta-feira (28) o mandado de prisão preventiva em desfavor de Nathanael dos Santos Lemos, vulgo “Beck”(19), suspeito de ter participado no latrocínio que vitimou o publicitário Jesiel de Sales Pontes (52), no último mês de março, na cidade de Paço do Lumiar, região metropolitana de São Luís .

De acordo com o superintendente da SHPP, delegado Lúcio Reis, o “Beck” teria ajudado na subtração dos objetos e também na ocultação do cadáver do publicitário em um matagal nas proximidades do Residencial Pirâmide. Após a confirmação do  ato criminoso, os policiais conseguiram executar a prisão de “Back”  no bairro do Olho D’Água.

Delegado Davi Aragão foi morto em su casa no Araçagy

Morte do delegado

Ainda na mesma investigação, a Polícia Civil cumpriu o mandado de prisão de Wanderson de Morais Baldes (21), apontado como um dos executores do crime na companhia de Darlan de Melo ( preso flagrante dias após o crime). O delegado Lúcio Reis revelou que Wanderson já estava preso no sistema penitenciário do estado por envolvimento direto no latrocínio que vitimou o delegado da Polícia Federal, Davi Farias Aragão em maio deste ano.

Wanderson já estava encarcerado no Complexo Penitenciário de Pedrinhas por ter atuado no assassinato do delegado da Polícia Federal Davi Farias de Aragão, de 36 anos, no dia 5 de maio passado, na Praia do Meio, em São José de Ribamar. Como foi descoberto que ele participou diretamente da morte do publicitário, a sua prisão preventiva foi solicitada e decretada pelo Judiciário.

Corpo de Jesiel foi achado no matagal na Pirâmide

 Morte do publicitário  

O corpo do publicitário e designer Jesiel Sales Pontes, 52 anos, foi achado no fim da manhã de quinta-feira (29/03), em uma área de matagal no bairro Pirâmide, na região do Araçagy, no município de Raposa, na Região Metropolitana de São Luís. Segundo informações de familiares, o publicitário Jesiel Sales estava desaparecido desde a noite de terça-feira (27/03), quando teria ido assistir ao jogo da Seleção Brasileira, no apartamento dele, localizado no bairro do Renascença.

De acordo com os familiares, depois da partida de futebol, o publicitário Jesiel Sales se dirigiu ao sítio dele, localizado na estrada da Raposa. No local, os vizinhos e a polícia encontraram móveis revirados e algumas marcas de sangue. A Polícia informou, ainda, que por volta de 21h de terça-feira (27), um vizinho do sítio ouviu gritos. A casa estava revirada.  O carro, uma TV e uma geladeira sumiram. Horas depois, o corpo de Jesiel foi achado no matagal, coberto por redes.

Darlan Melo, mentor do assassinato de Jesiel, foi preso em Santo Amaro

Acusado de ser o mentor do assasinato do publicitário Jesiel,  Darlan Melo foi preso em 31 de março, na cidade de Santo Amaro, no litoral do Maranhão, por uma equipe da Polícia Militar e baleado na perna quando tentava fugir do cerco policiaal. Na ocasião, Darlan Melo estava com a caminhonete Toyota Hilux do publicitário Jesiel, que seria vendida no locall. Caso não conseguisse, o criminoso iria oferecer o veículo no Estado do Pará.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *