Técnico de enfermagem é preso suspeito de dopar e estuprar paciente em hospital

Ele trabalhava no hospital havia oito anos, e foi demitido no mês passado, logo depois a formalização da denúncia.

Fachada do Hospital Santa Catarina, na Avenida Paulista em São Paulo

Um técnico de enfermagem, de 54 anos, foi preso na quinta-feira, em São Paulo, suspeito de estuprar uma paciente que se recuperava de uma cirurgia no Hospital Santa Catarina, localizado na região central da cidade. O caso ocorreu no dia 14 de janeiro.

Ele trabalhava no hospital havia oito anos, e foi demitido no mês passado, logo depois a formalização da denúncia.

A vítima relatou ao jornal SPTV 2ª edição, da TV Globo, que se recuperava de uma cirurgia de varizes quando o homem entrou de madrugada em seu quarto.

— Ele entrou sem avisar, sem eu chamar, e já foi direto no meu acesso. Injetou uma substância que me fez apagar imediatamente — contou a mulher que preferiu não ser identificada.

Segundo a reportagem, foi por meio das câmeras de segurança do estabelecimento médico que a polícia comprovou a entrada do homem no quarto por três vezes. Na última, ele estava com uma seringa e permaneceu no local por doze minutos.

A mulher disse que estava sozinha no quarto porque o marido ficou em casa cuidando da filha pequena do casal.

— Eu acordei de manhã muito tonta para ir ao banheiro, e lembro, claramente, dele apertando meu seio com muita força — contou ao telejornal.

A paciente denunciou o abuso para as enfermeiras, para a médica e para o marido, que chamou a polícia. Ela foi submetida por exames ginecológicos, mas o resultado ainda não foi divulgado. Também precisou tomar o coquetel anti-HIV, impossibilitando a amamentação da filha.

Em nota, o Hospital Santa Catarina informou que prestou todo o atendimento clínico para a paciente. Disse, ainda, que está apurando internamente o espisódio e colaborando com as investigações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *