Advogado e mais duas pessoas morrem em acidente na BR-316, perto de Timon

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que três pessoas morreram em um gravíssimo acidente na BR-316, no trecho entre as cidades de Timon e Caxias, na região dos Cocais, por volta de 20h de quarta-feira (22).

De acordo com a PRF, o acidente que ocorreu a 8 km de Timon, envolveu os veículos Renault Sandero, de cor branca e placa PSA-4810, de São Luís, e um caminhão Mercedes Benz, de cor amarela e placa BUD-1659, de Teresina/PI.

Segundo informações do 7º Batalhão de Bombeiros Militar, em Timon, que atendeu a ocorrência, os três mortos estavam no veículo Renaut Sandero, que ficou com a lateral destruída com o o choque.

Uma das vítimas ficou presa às ferragens e os bombeiros tiveram de cortar partes do veículo para retirá-la. O motorista do caminhão ausentou-se do local por medo, mas ligou para a PRF de Caxias e informou sobre o acidente.

Os três mortos foram identificados pela PRF como Jurandir Sousa Bastos Junior, de 36 anos; Bernada Ferreira da Silva, de 61 anos e José Ribamar Rocha Neiva Filho, de 67 anos. 

O advogado piauiense José Ribamar Rocha Neiva Filho, 67 anos

Segundo informação confirmada pela PRF, o motorista do veículo Renault era o advogado piauiense José Ribamar Rocha Neiva Filho, 67 anos de idade,que residia na cidade Codó.

O advogado José Ribamar Rocha Neiva Filho, mais conhecido como “Neivinha”, de 67 anos, que era proprietário do escritório Neiva Associados e trabalhava na Secretaria de Justiça do Piauí.  Neiva Filho era natural do Ceará, mas foi no Piauí, que construiu sua carreira.

OUTRA TRAGÉDIA NO MESMO TRECHO  

Na tarde de segunda-feira (21), mais um grave acidente aconteceu no km 606 da BR-316, nas próximidades a cidade de Timon, na região dos Cocais, e deixou uma pessoa de Caxias morta.

Por volta das 15h40, um automóvel Toyota/Corolla trafegava sentido decrescente da rodovia BR-316, de Teresina para Caxias, quando o condutor, Wesley Chaves Coutinho, de 28 anos, perdeu o controle do veículo.

O Corolla derrapou e colidiu violentamente na frente de uma carreta bitrem, que trafegava no sentido contrário.  O velocímetro do Corolla travou em 220 km/h. O carro partiu em 15 pedaços.

O motorista chegou a ser socorrido, mas terminou morrendo em um hospital de Teresina/PI. Ele morava em Caxias e era motorista do filho da deputada Cleide Coutinho.(Gilberto Lima)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *