ASSISTA!!! Oito policiais militares são presos acusados de fraudar concurso público

A Polícia Civil do Piauí deflagrou, na manhã desta terça-feira (13), a Operação Fraudulenti e prendeu oitos policiais militares no Estado. Os presos são suspeitos de fraudar o  concurso público da Policia Militar do ano 2014.

A operação, deflagrada pela Delegacia de Combate à Corrupção – DECCOR –, tem como objetivo dar cumprimento a nove mandados de prisão temporária e nove mandados de busca e apreensão expedidos pelo Juízo da 1° Vara Criminal da Comarca de Teresina.

Dos alvos, oito são policiais militares. Dois deles foram presos no quartel da PM, na cidade de Simões, no interior do Estado.  Cerca de 30 policiais civis participam da operação, com o apoio da Polícia Militar. Além de fraude a concurso público, os presos são suspeitos de  furto e associação criminosa.

Operação Certame 

A primeira etapa do concurso, realizado em dezembro de 2013, já havia sido anulada por fraudes, constatadas por meio da Operação Certame. A prova objetiva foi reaplicada em fevereiro de 2014.

Segundo a Polícia Civil na época, um tenente da Polícia Militar era o mentor do esquema e havia organizado a venda de gabaritos. Ele  foi flagrado recebendo o gabarito de uma candidata que, segundo a polícia, havia sido paga para fazer a prova e repassar as respostas.

Um vídeo divulgado pela SPP mostra o momento em que um dos suspeitos é conduzido à sede da Deccor, em Teresina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *