Bandido que invadiu loja e estuprou mulher era flanelinha na Extra Farma e Pague Menos da Cohama

Yago Menezes Marreiros “Sapinho”

A polícia prendeu na noite de segunda-feira (10) Yago Menezes Marreiros, de 26 anos, o “Sapinho”, acusado de invadir loja, roubar e estuprar funcionária no bairro da Cohama, em São Luís.  O ato criminoso aconteceu na manhã da segunda, dia 10.

Segundo Edmarine Chagas Costa, delegada titular da Delegacia Especial da Mulher, na capital, Yago Menezes estava escondido na residência de um conhecido situada no bairro Ipase quando foi surpreendido pela polícia.

No local, os policiais encontraram uma quantidade de entorpecente. Além de Yago Menezes, a polícia também prendeu Ednaldo Silva, que também teria participado da ação criminosa na manhã de segunda.

Yago Menezes e Ednaldo Silva foram encaminhado nesta terça para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís. Yago Menezes Marreiros vai responder pelos crimes de roubo, tráfico de drogas e por estupro.

Segundo informações do major PM, Clodoaldo, “Sapinho” usa tornozeleira eletrônica, já foi preso diversas vezes após assaltos a estabelecimentos comerciais, entre eles farmácias nos bairros do Bequimão e Maranhão Novo. Depois de preso, o bandido confessou o crime

O assalto e estupro da funcionária ocorreram na manhã de segunda-feira e revoltou a comunidade. Em seguida, o bandido fugiu levando objetos da loja. “Sapinho” trabalhava como flanelinha das farmácias ExtraFarma e  Pague Menos da Cohama.

A delegada Edmarine Costa

Conforme relatos para a polícia, antes de estuprar a funcionária, ele a espancou e depois levou o que bem entendeu. Em seguida, policiais da  Delegacia da Mulher realizaram diligências. Um pouco mais tarde, a delegada Edmarine Chagas Costa informou que ele há estava identificado e preso.

Socorrida e lavada a um hospital, a funcionária estava bastante traumatizada. Ela fez exames de praxe e tomou medicação para quem é vítima de estupro. Em seguida, ela foi levada para a Delegacia da Mulher onde registrou Boletim de Ocorrência.

Pelas informações de moradores da área, por várias vezes lojas são assaltadas naquela área e sempre com requintes de perversidade. O bandido foi levado ao Complexo Penitenciário de Pedrinhas, onde está à disposição da Justiça.

PCC ameaça matar promotor caso Marcola seja transferido de SP

Motivo seria a transferência de Marcola

Duas mulheres foram presas pela Rota (Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar), na tarde de sábado (8), na saída da Penitenciária 2 de Presidente Venceslau, no interior de São Paulo.

Com elas foram encontradas duas cartas codificadas, com ordens da alta cúpula do PCC (Primeiro Comando da Capital). As duas mulheres foram presas em flagrante.

As cartas, que foram decodificadas pela polícia, continham um suposto plano de matar um servidor da SAP (Sistema Administração Penitenciária) e o promotor Lincoln Gakiya, caso a cúpula da facção fosse transferida para presídios federais. A informação foi confirmada pelo próprio promotor, que não quis dar entrevista.

No início da semana, Gakiya pediu a transferência de integrantes da cúpula da facção, inclusive do líder da organização criminosa, Marco Willians Herbas Camacho, o Marcola. O pedido veio depois que um suposto plano de resgate de Marcola foi descoberto pela Polícia Civil e MP-SP (Ministério Público de São Paulo).

A SSP (Secretaria de Segurança Pública) informou que adotou, há algum tempo, todas as providências necessárias para impedir eventuais ações em Presidente Venceslau, incluindo a proteção da população local e do efetivo policial empregado na missão.

E que por determinação da pasta o promotor citado já está sob escolta policial.

Cartas com plano de revanche de PCC estavam codificadas

Cartas apreendidas

As duas cartas, uma manuscrita e outra digitalizada, estavam com duas mulheres. Elas teriam ido visitar parentes presos na Penitenciária 2 de Presidente Venceslau. A primeira carta foi localizada dentro da bolsa de uma mulher de 45 anos. Já segunda estava dentro do veículo de uma vistante de 39 anos.

Um dos “salves”, como são chamadas as ordens da fação, pedia a atenção de todos os integrantes: “Essa missão é de extrema, pois se o amigo aqui for para federal, essa situação tem que ser colocada no chão de qualquer forma”. O bilhete ainda termina dizendo que “infelizmente a carona não deu certo, pois existe traidores no meio de nois (sic)” — segundo os investigadores, a “carona” seria o plano de resgatar o nº1 do PCC da prisão.

Com elas, também foram encontradas anotações de movimentações financeiras referentes ao tráfico de drogas. As duas mulheres foram presas em flagrante.(R7)

Outros dois bilhetes mostram prestação de contas do tráfico de drogas

Assembleia Legislativa receberá o Papai Noel nesta segunda, às 18h

A Assembleia Legislativa , por meio do Grupo de Esposas de Deputados do Maranhão (Gedema), presidido por Ana Paula Lobato, convida seus servidores e o público em geral, para visitar o Palácio Manoel Beckman que, nesta segunda (10), às 18h , receberá o Papai Noel, um dos principais símbolos do período natalino, responsável por encantar, principalmente o público infantil. 

A chegada do “bom velhinho” será uma atração à parte. O jogo de luzes e cores dos pisca-piscas instalados na sede do Poder Legislativo já chama a atenção de quem passa no entorno à noite. 

Além do belo efeito de iluminação, um tradicional presépio também foi montado no hall de entrada da Casa , retratando o nascimento de Jesus Cristo.  

Todos estes espaços poderão ser apreciados pelos visitantes no decorrer do mês dezembro, a partir das 18h.

VEJA O CONVITE DO GEDEMA:

DE NOVO!! Bandidos explodem agência do Bradesco na cidade de Arame

Uma quadrilha de assaltantes de bancos invadiu a cidade de Arame, a 477 km de São Luís, e explodiu a agência do Bradesco, por volta de 23h de domingo (09).

Pelas primeiras informações, o grupo criminoso entrou na cidade em dois veículos Corsa Classic, com armas de grosso calibre e promovendo tiroteio intenso.

Inicialmente, eles passaram em um bar e pegaram alguns reféns que foram colocados como escudos nos capôs dos veículos, seguindo para o Bradesco.

Em poucos minutos, os bandidos explodiram caixas eletrônicos e, pelas informações, o cofre da agência.

Ele fugiram levando algumas pessoas como reféns. Policiais da região estão mobilizados para tentar localizar e prender o bando.

Logo após o assalto, dezenas de pessoas invadiram a agência e procuravam dinheiro em meio aos escombros.

Esses grupos criminosos que estão agindo no Maranhão pode ter ligação com o PCC. A revelação foi feita pelo secretário de Segurança, Jefferson Portela, quando da apresentação de parte da quadrilha que explodiu a central de distribuição do Banco do Brasil em Bacabal. Seriam 70 criminosos ligados ao PCC que estão agindo no Nordeste.

A polícia ainda tenta localizar outros quatro integrantes do bando que agiu em Bacabal. Segundo o caminhoneiro Obadias Ferreira, que foi preso com mais de R$ 47 mil em Araguanã, os quatro estariam com armas longas e homiziados em um matagal na zona rural de Nova Olinda, onde ele foi abandonado pelo grupo.(Blog do Gilberto Lima)

Diplomação de Bolsonaro e Mourão terá 700 convidados, diz TSE

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) diplomará na segunda-feira o presidente eleitoJair Bolsonaro, e seu vice, Hamilton Mourão. São esperadas cerca de 700 pessoas, entre autoridades, convidados e jornalistas, na cerimônia que terá início às 16h. O diploma eleitoral é um atestado de que o vencedor da eleição cumpriu todas as exigências necessárias, como, por exemplo, o julgamento das contas de campanha. A partir da diplomação, é aberto um prazo de 15 dias para que partidos políticos, candidatos derrotados e Ministério Público Eleitoral possam contestar o mandato na Justiça Eleitoral caso achem que tenha ocorrido abuso de poder econômico, corrupção ou fraude na disputa.

O TSE estima que a cerimônia vai durar entre 45 e 50 minutos. A presidente do tribunal, ministra Rosa Weber, vai abrir a sessão solene e escolher dois outros ministros da Corte para levarem Bolsonaro e Mourão até o plenário da Corte. O presidente eleito e o vice vão se sentar à esquerda de Rosa. Na mesma mesa, haverá ainda outras autoridades do Judiciário, do Executivo e do Legislativo. A cerimônia segue com a Banda dos Fuzileiros Navais tocando o Hino Nacional. Depois, Rosa entregará aos dois os diplomas assinados por ela. Vêm então os discursos. O primeiro a falar será Bolsonaro, seguido pela presidente do TSE.

Terminadas as falas, a cerimônia é encerrada. Bolsonaro não vai ficar para receber cumprimentos dos convidados, como ocorre tradicionalmente nessas cerimônias, mas deverá falar rapidamente com a imprensa. O GLOBO tentou, sem sucesso, falar com a assessoria do presidente eleito para apurar se questões de saúde impediram os cumprimentos. O plenário TSE, onde ocorrerá a cerimônia, não tem capacidade para receber todos os 700 convidados. Assim, uma parte ficará em auditórios próximos, onde foram instalados telões para transmitir a cerimônia.

Segundo o TSE, o rito da diplomação é realizado desde 1951, quando Getúlio Vargas voltou à Presidência da República após vender a eleição. A cerimônia foi interrompida durante a ditadura militar, e voltou a ocorrer com Fernando Collor de Mello, eleito presidente pelo voto popular em 1989. A última cerimônia de diplomação no TSE ocorreu em 18 de dezembro de 2014, com a então presidente reeleita Dilma Rousseff e seu vice, Michel Temer, que viria a sucedê-la no cargo em 2016 após um processo de impeachment no Congresso. Na época, os dois receberam cumprimentos no salão nobre do TSE, localizado ao lado do plenário.

CÓDIGO ELEITORAL

O Código Eleitoral estabelece que o diploma deve conter as seguintes informações: nome do eleito, cargo, seu partido e coligação. Bolsonaro venceu a disputa presidencial em 28 de outubro, quando conquistou 55% dos votos no segundo turno, derrotando o petista Fernando Haddad, Bolsonaro. Ele ganhou um mandato de quatro anos, a ser cumprido a partir de 1º de janeiro de 2019.

A diplomação vai mudar a rotina do tribunal, que, por questões de segurança, terá atendimento ao público externo somente até o meio-dia. Haverá também reforço no efetivo que vai proteger o prédio, além de restrições de circulação nas ruas próximas.

Bolsonaro teve suas contas de campanha aprovadas com ressalvas na terça-feira da semana passada. O relator, ministro Luís Roberto Barroso, seguiu parecer da área técnica do tribunal, que apontou inconsistências na prestação de contas, mas não a ponto de comprometer a regularidade das contas e da disputa eleitoral. Bolsonaro informou ter arrecado mais de R$ 4,39 milhões, e o TSE determinou a devolução aos cofres públicos de doações irregulares no valor de R$ 8,2 mil.

No julgamento, Barroso, que foi seguido pelos demais integrantes do TSE, destacou que os valores irregulares representam apenas 0,19% do total, sendo, portanto, de pouquíssima relevância, e não havendo qualquer evidência de má-fé. O ministro ressaltou inclusive que a campanha de Bolsonaro, mais barata que a de outros candidatos, demonstrou ser possível participar das eleições “mediante mobilização da cidadania e não do capital”.(O Globo)

Agência do Banco do Brasil de Humberto de Campos é atacada por bando criminoso

A agência do Banco do Brasil da cidade de Humberto de Campos, distante 92 km de São Luís, foi atacada por bandidos na madrugada desta quinta-feira (6), por volta das 2h30. O caixas eletrônicos foram destruídos, assim como boa parte do prédio, mas o cofre da agência não foi levado. Ninguém foi preso até o momento e mesmo com os tiros disparados pelos bandidos, não há informações de pessoas feridas. A quantia levada também não foi informada ainda.

Assim como em ataques a agências em outras cidades, a sede da 5ª Cia. da Polícia Militar foi atacada pelos bandidos. As paredes da fachada e o portão ficaram com marcas dos disparos das armas de fogo utilizadas pelos assaltantes.

As primeiras informações policiais dão conta de que o assaltantes se dividiram em três grupos. Um ficou na entrada da cidade, outro foi para frente da 5ª Cia. da PM e abriu fogo contra o quartel. O terceiro grupo foi para a agência bancária.

Humberto de Campos faz parte da região dos Lençois Maranhenses e a agência da cidade atende também clientes de municípios vizinhos.

Ataques seguidos

Este arrombamento em Humberto de Campos é o ataque seguinte ao que aconteceu em outra agência do Banco do Brasil, em Bacabal, na noite do dia 25 de novembro. Lá, cerca de 30 bandidos invadiram a cidade, explodiram uma agência de distribuição e levaram algo em torno de R$ 100 milhões, como estimam pessoas ligadas à investigação.

Até o momento, foram recuperados R$ 45 milhões em uma abordagem a um caminhão-baú, em Santa Luzia do Paruá, na noite de segunda-feira (3), e ainda aproximadamente R$ 3,7 milhões que estavam com moradores da cidade, que aproveitaram o ataque e foram a agência recolher o dinheiro que ficou pelo chão. Alguns foram flagrados pelos policiais e outros resolveram ir à delegacia para devolver as cédulas.

Do bando que atacou a agência em Bacabal, três morreram no dia do assalto em confronto com a polícia, outros três morreram ao reagirem a abordagem ao caminhão em Santa Luzia do Paruá, e nesta mesma ocorrência, dez foram presos, ouvidos inicialmente em Zé Doca e depois transferidos para São Luís. Neste caso de Bacabal, no dia do assalto, um morador também foi atingido por disparados de arma de fogo e morreu. Outra vítima foi encaminhada ao hospital e se recuperou.

Fonte: G1-MA

Rigo Teles garante: “Votarei contra pedido do governo para aumentar impostos”

O deputado estadual reeleito, Rigo Teles(PV), garantiu na manhã de terça-feira(4)  que votará contra o pedido do governador Flávio Dino enviado ontem para a Assembleia Legislativa, onde o governador pede autorização dos deputados estaduais para aumentar o imposto do ICMS na gasolina, diesel, cerveja, refrigerantes e demais produtos que a população consome.

O projeto seria votado ontem, segunda-feira em regime de urgência, a pedido de Flávio Dino, só que o desejo do comunista foi frustrado com o pedido de vista do deputado Eduardo Braide,que também votará contra o aumento.

Ao medir autorização dos deputados para subir ainda mais os impostos, Flávio Dino confessa que quebrou o estado, e deseja tirar das costas do povo, a quebradeira nos cofres.

O pedido será votado amanhã, quarta-feira 5 de dezembro.(Blog Minuto Barra, o Portal de Notícias do Gildásio Brito)

Juiz Osmar Gomes será condecorado com Comenda de Ordem do Mérito do Trabalho em Brasília

O juiz Osmar Gomes dos Santos, titular da 1ª Vara do Júri da Comarca de São Luís, será condecorado com a Comenda da Ordem do Mérito do Trabalho Getúlio Vargas. A honraria, dividida entre cinco graus, é concedida a personalidades e entidades que, direta ou indiretamente, prestaram serviços para o desenvolvimento e a modernização das relações de trabalho no país. A boa nova foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) de quarta-feira (28) e assinada pelo presidente Michel Temer (MDB).

Na relação extensa, compõem a Ordem do Mérito figuras como o Ministro do Tribunal Superior do Trabalho, Renato de Lacerda Paiva; o Cardeal Arcebispo da Cidade de São Paulo, Dom Odilo Pedro Scherer; a presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN, Kátia Santos Bogéa; o presidente da Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Social, André Leandro Magalhães; o prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Braga Júnior, além de desembargadores, deputados, senadores e secretários de Estado. A cerimônia de entrega da medalha ainda não foi definida pelo Ministério do Trabalho.

“A medalha diz muito, sobretudo, porque significa o mérito do trabalho. Eu fico feliz em poder ser condecorado numa seleta lista de personalidades que contribuem com políticas públicas voltadas para a valorização do ser humano e engrandecimento da justiça, bem como geração de emprego e renda , dentre outras”, disse o magistrado maranhense em entrevista ao blog.

QUEM É OSMAR GOMES?

Homem simples, de origem humilde, natural do povoado Enseada Grande, Município de Cajari, interior do Maranhão. Assim se define o juiz Osmar Gomes dos Santos. Filho de pais lavradores, ele ficou órfão de pai aos 08 anos, mas sua mãe passou a trabalhar para sustentar os seis filhos, dos quais é o caçula. Para sustentar a família, ela cuidava da roça, quebrava coco babaçu e vendia bolos de tapioca, sempre preocupada para que nada faltasse aos filhos.

O magistrado que é membro das Academias Ludovicense de Letras, Maranhense de Letras Jurídicas e Matinhense de Ciências, Artes e Letras, mudou para São Luís aos 11 anos e, sem opção, foi morar em uma palafita em cima da maré, atual Ilhinha, região do São Francisco. Com essa idade, começou a vender jornais nas ruas de São Luís e, nos finais de semana, também vendia pão cheio e vigiava carro na Ponta D’Areia. Seu objetivo era um só: ajudar nas despesas de casa.

Dos 13 aos 18 anos, trabalhou como servente de pedreiro, só abandonando essa profissão após ter sido aprovado no vestibular de Direito da UFMA. A partir de então, passou a dar aulas particulares para garantir o dinheiro do transporte. Foi aprovado nos concursos para Agente e Delegado da Polícia Civil, quando exerceu os cargos de assessor chefe e coordenador de polícia especializada. Foi chefe do departamento jurídico do Banco Bradesco S/A, responsável pela Regional Maranhão e Piauí, e também atuou como secretário chefe do gabinete e procurador adjunto do Poder Legislativo de São Luís.

Osmar Gomes é casado há 33 anos com Maria Felix Gomes, advogada e empresária com quem tem dois filhos: Osmar Filho, advogado e vereador de São Luís, e Bianca Gomes, também graduada em Direito.

COMO SURGIU A HONRARIA?

A Ordem do Mérito do Trabalho foi instituída através do Decreto número 57.278, de 17 de novembro de 1965. As medalhas são entregues pessoalmente pelo presidente da República, em cinco diferentes níveis: Cavaleiro, Oficial, Comendador, Grande Oficial e Grã-Cruz, a mais alta condecoração do ministério do Trabalho.

Segundo o Regimento da Ordem do Mérito do Trabalho Getúlio Vargas, publicado na íntegra do Diário Oficial da União de 25/10/2007, na página 7 da seção I, a ordem é concedida, nos vários graus, a critério do Ministro de Estado do Trabalho e Emprego. E cabe ao Presidente da República, como Grão-Mestre da Ordem, proceder as nomeações, promoções e exclusões de membros. (Blog do Djalma Rodrigues)

Tema destaca trajetória do presidente do TCU durante solenidade na Assembleia Legislativa

“Ele é um orgulho para todos nós maranhenses, porque tem uma trajetória brilhante, de lutas e conquistas. Nasceu na minúscula cidade de Benedito Leite, morou parte de  sua vida  em São Raimundo das Mangabeiras,  onde chegou a ser vereador e depois se mudou para Brasília, onde, por conta dos estudos e  dos esforços, construiu uma invejável carreira no Senado, onde  chegou à função  de Diretor-Geral da Mesa Diretora, até ser indicado e aprovado por unanimidade  para  o cargo de ministro do Tribunal de Contas da União (TCU), sendo, atualmente, presidente daquela Corte”.

A afirmação foi feita na manhã de sexta-feira (30), pelo presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão- FAMEM, Cleomar Tema, por ocasião da solenidade em que o presidente do Tribunal de Contas da União, Raimundo Carreiro, foi condecorado na Assembleia Legislativa com a medalha Manoel Beckman, por iniciativa do deputado Max Barros.

Tema afirmou que o TCU passou por grandes avanços durante a gestão de Raimundo Carreiro, ressaltando que ele é uma das mentes mais brilhantes do País. “É um maranhense que construiu uma sólida carreira e hoje preside o TCU, após anos e anos de relevantes serviços prestados ao Senado e à nação. Ele é, pela sua biografia, merecedor dessa distinção”, afirmou Cleomar Tema.

Falando à equipe de comunicação da FAMEM, Raimundo Carreiro destacou que o sucesso está no esforço e na dedicação de qualquer um. Oriundo do interior do Maranhão, desembarquei em Brasília sem sequer saber utilizar o telefone.  Ingressei no Senado em cargo subalterno e cheguei ao comando da Secretaria Geral da Mesa Diretora. Mas isso, graças aos estudos. Qualquer jovem pode trilhar o mesmo caminho, basta mergulhar nos estudos e ter uma boa orientação”, afirmou.

O presidente do TCU afirmou ainda estava bastante feliz e muito emocionado em ser condecorado com a medalha Manoel Beckman, como forma de reconhecimento ao trabalho executado  há  meio século no serviço público.(Blog do Luis Cardoso)

“Estamos vivendo no Brasil uma grave crise do Estado Democrático de Direito”, alerta ex-ministro da Justiça

O ex-ministro José Eduardo Cardozo proferiu palestra, na tarde desta sexta-feira (30), no auditório Fernando Falcão, da Assembleia, marcando o encerramento do congresso “30 Anos de Constituição Federal: Desafios e Perspectivas”. Ele discorreu sobre o tema “A Constituição Federal de 1988 e os Valores Democráticos”. O procurador da Assembleia, Tarcísio Araújo, coordenou os debates.

José Eduardo Cardozo fez uma retrospectiva histórica do surgimento do Estado Democrático de Direito, a partir do século XVIII, e suas características. Segundo ele, esse modelo de Estado encontra-se em crise. “Estamos vivendo, no Brasil, uma grave crise do Estado Democrático de Direito e, portanto, uma crise da democracia. Isso me preocupa e, sinceramente, não sei onde isso vai parar”, afirmou.

Para Eduardo Cardozo, a proeminência do Poder Judiciário é um fenômeno mundial do século XXI. “Tivemos, historicamente, um período de predominância do Poder Legislativo, depois, do Executivo e, agora, estamos vivendo um momento de protagonismo do Poder Judiciário. O Poder Judiciário é um poder contra-majoritário. E, diante do seu crescente ativismo, há de se refletir sobre mecanismos de controle do seu poder”, ressaltou.

Limites do poder

Para o ministro, uma das formas de se ter um controle do poder exercido pelo Poder Judiciário seria a contenção, ou seja, o próprio Poder Judiciário impor limites a si mesmo, não decidindo sobre aquilo que não lhe compete nos termos da Carta Constitucional de 1988. “Acredito que, majoritariamente, os membros que formam o Poder Judiciário têm consciência plena de seus limites legais. Espero que prevaleça a visão dos que entendem que o limite do poder é o estabelecido na moldura constitucional”, assinalou.

Eduardo Cardozo disse, no debate, que o problema da corrupção no Brasil é histórico e que não se pode combater a corrupção aniquilando o Estado Democrático de Direito. “O combate à corrupção tem que ser permanente, mas sempre dentro da moldura normativa constitucional. Não se pode atropelar o Estado Democrático de Direito sobre qualquer pretexto. Não se pode interpretar a norma segundo critérios outros ou ver na norma aquilo que ela não contém”, advertiu.

O ex-ministro defendeu que “é preciso se reequacionar o Estado brasileiro ou vamos para a barbárie. Não podemos aceitar o aniquilamento de direitos e de garantias. Neste momento, prefiro assumir a postura de Sócrates, quando afirmava: só sei que nada sei. Espero que minha angústia pela situação que estamos vivendo seja infundada”.

Encerramento do congresso

O diretor da Escola Superior da Magistratura do Maranhão (ESMMA), desembargador Paulo Vélten, agradeceu a participação de todos no evento, os organizadores, e destacou a parceria firmada entre o Poder Judiciário e Assembleia Legislativa, que proporcionou a realização do congresso. “Esperamos que essa parceria possa produzir outros frutos. Damos por encerrado esse evento, agradecendo o apoio de todos para a sua realização e particularmente a Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão”.( Agência Assembleia)