Nova diretoria do Gedema toma posse na Assembleia Legislativa do Maranhão

Numa rápida e descontraída solenidade, ocorrida no final da tarde de quarta-feira (20), no Salão Nobre da Assembleia Legislativa, a presidente do Grupo de Esposas dos Deputados do Estado do Maranhão (Gedema), Ana Paula Lobato, deu posse às novas integrantes daquela instituição, que foram eleitas minutos antes, para o biênio 2019-2020.

Em seu pronunciamento, Ana Paula destacou a importância do Gedema. “Estamos imbuídas dos melhores propósitos para este biênio, temos um elenco de ações a serem desenvolvidas e a marca do nosso trabalho é a excelência”, afirmou Ana Paula.

Por sua vez, o presidente da Assembleia, deputado Othelino Neto (PC do B), afirmou que o Gedema atualmente é uma marca registrada, porque executa ações e projetos de largo alcance social. Citou, como exemplo, a creche que atende aos dependentes dos servidores e o projeto Sol Nascente, que, em sua opinião representa uma ação que norteia a finalidade da instituição.

“Ao contrário do que muita gente possa imaginar, Gedema não é para reunir nossas esposas para conversas e chás de final de tarde. Ele tem um norte, tem um horizonte, tem ações e isso é o que nos entusiasma”, afirmou o presidente da Assembleia Legislativa.

Esposa do deputado Edivaldo Holanda, Jalila Vânia Braga participa, pela segunda vez do Gedema, e, agora foi eleita para a primeira vice-presidência. Falou de sua satisfação, ao assegurar que o Grupo de Esposas de Deputados tem o objetivo de auxiliar a Assembleia com projetos que beneficiam seus servidores e dependentes. Para Vânia, a nova diretoria está entusiasmada em dar prosseguimento ao trabalho iniciado pela atual presidente.

Já a secretária geral da entidade, Larissa Silva Lima, esposa do deputado Rildo Amaral, disse que o Gedema tem trabalho, tem história e deve continuar na mesma direção. Elogiou  bastante o projeto Sol Nascente e afirmou estar muito feliz em participar do grupo.

O Grupo de Esposas de Deputados do Estado do Maranhão (GEDEMA) é uma associação civil, sem fins lucrativos, fundado em 18/03/77, com caráter essencialmente filantrópico. Tem, como principal objetivo, atuar em defesa da melhoria da qualidade de vida dos servidores da Assembleia Legislativa.

FORMAÇÃO DO GEDEMA

Com a eleição desta quarta-feira, ficou assim constituída a nova direção do Gedema:

Presidente – Ana Paula Dias Lobato Nova Alves

Vice-presidente -Vânia Jalila Atta Freitas Braga

Secretária-geral- Larissa Silva Lima

Primeira – secretária- Elidania Pontes Coimbra Cutrim

Segunda – secretária – Érika Oliveira Costa Pessoa

Primeira tesoureira- Thayanne de Melo Ribeiro Evangelista

Segunda-tesoureira- Gisele Lima Ribeiro

CONSELHO DELIBERATIVO

Ana Paula Fonseca Pires dos Anjos

Juliana Britto Freire Martins Moisés

Vera Lúcia Lima Soares

Gisele da Fonseca Honaiser

SUPLENTES

Perla Risette Alves Lima

Cristiane Bellote de Sá

Auricilene Pinheiro Silva

Gabriela da Rocha Lages

Reforma da Previdência prevê 3 regras de transição para aposentadoria por tempo de contribuição

O trabalhador que pretende se aposentar por tempo de contribuição poderá escolher a regra de transição que mais lhe beneficiar entre três possibilidades

O Ministério da Economia confirmou, nesta quarta-feira (20/2), a proposta de reforma da Previdência entregue nesta data pelo governo ao Congresso Nacional prevê que o trabalhador que pretende se aposentar por tempo de contribuição poderá escolher a regra de transição que mais lhe beneficiar entre três possibilidades. “O segurado poderá optar pela forma mais vantajosa”, avaliou a pasta.

A três regras haviam sido adiantadas pelo Broadcast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado) ainda no dia 4 de fevereiro, por meio da minuta da proposta.

Para os trabalhadores mais pobres, que já se aposentam pelas idades de 60 anos para mulheres e 65 anos para homens, haverá apenas o ajuste na regra das mulheres, com elevação até 62 anos. A aposentadoria por idade já é realidade para mais da metade (53%) das pessoas que pedem o benefício ao INSS.

Antes da apresentação da proposta, Bolsonaro havia dito em entrevistas que sua proposta de reforma poderia incluir idades de 57 anos para mulheres e 62 anos para homens ao fim do seu mandato, em 2022.

Para contemplar o “cálculo político” do presidente e alinhá-lo à necessidade econômica da reforma, a equipe econômica desenhou uma regra de transição por idades que sobem gradualmente ao longo do tempo. No ano mencionado por Bolsonaro, as idades serão 61,5 para homens e 57,5 para mulheres.

Três transições 

Na aposentadoria por tempo de contribuição, uma das três transições prevê idades mínimas iniciais de 56 anos para mulheres e 61 anos para homens já a partir da promulgação da reforma. É uma regra mais dura do que a da proposta já em tramitação no Congresso Nacional, que partia de 53 anos para mulheres e 55 anos para homens.

Na proposta de Bolsonaro, essas idades serão elevadas em seis meses a cada ano, até o limite de 62 anos para mulheres (em 2031) e 65 anos para homens em 2027.

Para quem está muito próximo da aposentadoria, haverá por dois anos a opção de pedir a aposentadoria pelas exigências atuais de tempo de contribuição (35 anos para homens e 30 anos para mulheres), mas pagando um pedágio de 50% sobre o período que falta hoje e com a incidência do fator previdenciário sobre o cálculo do benefício. Ou seja, se tiver faltando um ano para se aposentar, será necessário trabalhar seis meses adicionais.

O fator leva em conta a idade, o tempo de contribuição e a expectativa de vida e acaba abatendo um valor significativo da aposentadoria do segurado – ou seja, ele precisa topar receber menos para acessar a regra nesses dois primeiros anos. Essa proposta estava na minuta antecipada pelo Broadcast com um prazo maior, de cinco anos, mas foi preciso restringir o período para manter uma proposta robusta e capaz de manter a economia pretendida pelo ministro Paulo Guedes.

Uma terceira opção será a aposentadoria por pontos, que adapta a atual regra 86/96 pontos usada para a obtenção do benefício integral. Na reforma, a ideia é que ela vire exigência para acessar o benefício – caso o trabalhador escolha essa transição.

A pontuação é calculada pela soma da idade com o tempo de contribuição e vai partir dos atuais 86 (mulheres) e 96 (homens). Haverá alta de um ponto a cada ano até os limites de 100 para mulheres, obtidos em 2033, e de 105 para homens, em 2028.

Fonte: Agência Estado

Polícia prende mototaxista e mulher por tráfico de drogas no Cruzeiro do Anil

A Polícia Civil, por meio da Superintendência Estadual de Repressão ao Narcotráfico – SENARC, efetuou a prisão em flagrante delito de Rodrigo Garcia da Silva e Thayara Safira Nunes Mendes, na noite de terça-feira, 19, enquanto transportavam drogas, no Cruzeiro do Anil.

Investigações da SENARC, oriundas de denúncias anônimas, levaram os investigadores até o moto taxista Rodrigo Garcia, que estava realizando entregas de entorpecentes juntamente com Thayara Mendes, na região do Cruzeiro do Anil e bairros adjacentes.

Na noite de ontem, os agentes conseguiram abordar o casal em uma motocicleta, encontrando dentro da bolsa de Thayara Mendes duas porções de tamanho médio, cerca de 01kg de maconha.

A dupla foi autuada em flagrante delito pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico, posteriormente foram encaminhados ao Sistema Prisional, onde estão à disposição do Poder Judiciário. (SSP/MA)

CAROLINA: Homem é preso suspeito de engravidar menina de apenas 13 anos

A Polícia Civil informou que um homem identificado como Rodrigo Ferreira da Silva foi preso na segunda-feira (18) na cidade de Carolina, a 860 quilômetros de São Luís, pela prática do crime de estupro de vulnerável, previsto no art. 217-A do CPB.

De acordo com o delegado titular de Carolina, Elmerich Bulhões, após ofício oriundo do Conselho Tutelar da cidade, a polícia tomou conhecimento de que Rodrigo teria engravidado uma adolescente de 13 anos com quem mantinha relacionamento.

Além disso, mesmo ciente da ilicitude de seu comportamento, o investigado permaneceu mantendo relações sexuais regulares com a adolescente. O delegado, diante da comprovação do crime, representou pela decretação da prisão preventiva, que foi deferida pelo Poder Judiciário.

Rodrigo Ferreira foi encaminhado para a Unidade Prisional de Carolina, onde permanecerá à disposição da Justiça.

Vereador Astro de Ogum visita a Famem para tratar sobre municipalidade

No início da tarde de segunda-feira (18), o vereador Astro de Ogum(PR), vice-presidente da Câmara de São Luís, foi recebido pelo presidente da Federação dos Municípios – FAMEM, prefeito Erlânio Xavier.

O encontro ocorreu no escritório do chefe do executivo no edifício Tech Office, na Ponta d’Areia, orla da capital. Em um bate-papo agradável e descontraído, Astro de Ogum que é presidente da Federação das Câmaras Municipais do Maranhão – FECAM/MA, foi convidado por Erlânio a conhecer as dependências da FAMEM e tomar um café no final da tarde de terça–feira(19) para tratar de assuntos de interesse da municipalidade. De pronto, o convite foi aceito pelo líder dos vereadores maranhenses.

Câmara de São Luís começa a definir comando de comissões permanentes

O presidente da Câmara Municipal de São Luís, Osmar Filho (PDT), deve concluir, nos próximos dias, a composição das comissões permanentes da Casa para o biênio 2019-2020.

O assunto será discutido em reunião com os vereadores. De acordo com o Regimento Interno do Poder Legislativo, os colegiados são compostos por três membros cada; e o período de exercício dos membros das comissões corresponde a um biênio.

“Vamos discutir todos os assuntos relacionados às comissões permanentes numa reunião com os vereadores”, destacou Osmar Filho ao abordar o assunto durante sessão ordinária. Segundo ele, todos os partidos com representação no parlamento devem ser contemplados.

O Palácio Pedro Neiva de Santana, sede do Legislativo, conta hoje com 19 comissões temáticas. A distribuição das vagas dos colegiados entre os 31 parlamentares deve ocorrer pela Mesa Diretora em comum acordo com os líderes de partidos e ratificados por meio de eleição interna entre os integrantes dos colegiados.

Para o vereador Isaías Pereirinha (PSL), com a definição das comissões, os parlamentares ludovicenses terão legitimidade para começar os trabalhos, além de fiscalizar as ações e apresentar propostas.

Atribuições – As comissões são grupos de parlamentares que opinam sobre os projetos em tramitação na Casa, orientando as votações no plenário. Esses colegiados também têm outras atribuições como realizar estudos, fiscalizar os atos do Executivo, promover visitas, audiências públicas e debates sobre temas de interesse da cidade.

A Comissão de Constituição, Justiça, Legislação, Administração, Assuntos Municipais e Redação Final, por exemplo, tem como atribuição emitir parecer a respeito de aspectos constitucional, legal, regimental e formal das proposições. Os projetos são impedidos de tramitar sem o parecer dessa comissão.

Outro exemplo é a Comissão de Orçamento, Finanças, Obras Públicas, Planejamento e Patrimônio Municipal que, por sua vez, deve opinar sobre matérias tributárias, empréstimos públicos, dívida pública e outras questões que alterem a despesa ou receita do Município.

Adequações – Até o final da legislatura de 2012, o Legislativo Ludovicense era composto por 13 Comissões. Na legislatura seguinte, com o aumento, de 21 para 31, no número de vereadores, foram feitos desmembramentos, elevando para 18 a quantidade de comissões. No entanto, com as modificações e adaptações, com a nova legislatura a Casa ganhou um novo colegiado, totalizando a quantidade de 19 comissões.

Além disso, a Câmara também resolveu alterar as nomenclaturas de alguns desses colegiados. É o caso da Comissão de Transporte, Comunicação, Energia e Segurança que acumula muitos temas amplos, mas foi desmembrada e acabou ganhando a denominação de “Mobilidade Urbana”.

Para adaptar à nova realidade do parlamento, algumas comissões foram criadas ou tiveram que ser desmembradas. O exemplo foram as comissões de Educação, de Cultura, de Saúde, de Esporte e de Trabalho que eram temas tratados por um só colegiado, porém,  tiveram que ser desmembrados.

UFMA afasta professor por denúncias de assédio sexual a alunas do Colégio Universitário

“Ele fazia proposta de sexo em troca de boas notas”, informou uma ex-aluna do colégio.

A Universidade Federal do Maranhão (UFMA) afastou o professor de química do Colégio Universitário (Colun), Francicarlos Veras Cardoso. Em uma Portaria, a reitora da UFMA, Nair Portela, determinou o afastamento por 120 dias diante de um processo administrativo que apura várias denúncias de assédio sexual por parte do professor.

Segundo alunos e ex-alunos do Colégio Universitário, o professor costumava assediar alunas, prometendo boas notas em troca de sexo. Os casos teriam ocorrido até 2017, quando cerca de 15 alunas o denunciaram e pediram o afastamento dele.

“Na minha sala, os alunos faziam uma ‘barreira’ de cadeiras na frente e as meninas sentavam atrás. Qualquer tipo de contato era evitado. A gente ia para a escola com medo e nos dias de aula dele era dia de pânico. Passar por ele no corredor era tortura”, contou uma aluna em uma postagem na internet.

Ex-alunos dizem ainda que foram reunidas provas, além de depoimentos orais e arquivos das conversas que o professor tinha com as vítimas. Ao G1, uma ex-aluna da escola, que preferiu não se identificar, relatou que após dois anos há chance dele voltar a dar aulas.

“As alunas sofriam assédio sexual. Ele fazia proposta de sexo em troca de boas notas. Os alunos organizaram cartazes e espalharam pela escola. Depois, ele apresentou um atestado médico alegando depressão e foi afastado por 18 meses. No mesmo processo, 15 alunas fizeram a denúncia contra ele e desde então o processo está rolando. Agora nós, ex-alunos, estamos organizando um ato para pressionarmos a reitoria para que saia logo o resultado porque o que estava acontecendo é que ele retornaria para a sala de aula este ano

Nas redes sociais, um grupo composto por atuais e ex-alunos do Colun criou um movimento para que o Francicarlos não volte a dar aulas no colégio. O G1 tentou contato com o professor Francicarlos, mas ele não foi encontrado.

Blocos parlamentares definem composição das Comissões Técnicas da Assembleia Legislativa

Foi publicado no Diário Oficial da Assembleia Legislativa, desta terça-feira (19), a composição de todas as 12 Comissões Técnicas da Casa, com os nomes dos deputados titulares e seus respectivos suplentes. Os membros nomeados pela Mesa Diretora constam na Resolução Administrativa nº 285/2019.

O diretor-geral da Mesa Diretora, Bráulio Martins, informou que, a partir de agora, os integrantes de cada uma das comissões farão reuniões para escolher os presidentes.

O líder do Bloco Parlamentar Unidos pelo Maranhão, deputado Marco Aurélio (PCdoB), fez a indicação da maioria das vagas nas comissões, por conta de possuir a maior bancada, com 26 integrantes.

O Bloco Unidos pelo Maranhão ficou com quatros vagas de titulares e quatro de suplentes em todas as comissões técnicas. Por exemplo, na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), o grupo indicou os deputados Neto Evangelista (DEM), Rafael Leitoa (PDT), Zé Inácio Lula (PT) e Antônio Pereira (DEM) para as funções de titulares.

O Bloco Unidos pelo Maranhão apontou para integrar a Comissão de Orçamento, Finanças, Fiscalização e Controle os titulares Ricardo Rios (PDT), Zé Gentil (PRB), Paulo Neto (DEM) e Carlinhos Florêncio (PCdoB).

Para a Comissão de Administração Pública, Seguridade Social e Relações do Trabalho, o mesmo bloco indicou Adelmo Soares (PCdoB), Duarte Junior (PCdoB), Fábio Macedo (PDT) e Neto Evangelista (DEM).

Outro bloco que indicou integrantes de comissões foi o Bloco Parlamentar Solidariedade Progressiva, reunindo o Solidariedade e o PP, e liderado pelo deputado Rildo Amaral (SD), que teve direito a apontar os cinco integrantes para todas as comissões, com direito a uma vaga. O líder, por exemplo, ficou na Comissão de Segurança Pública, Educação, Cultura, Desporto, Ciência e Tecnologia; e na Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável.

A Resolução Administrativa nº 285/2019 contém os nomes de todos os membros das Comissões Técnicas nomeados pela Mesa Diretora, consoante as indicações feitas pelo Bloco Parlamentar Unidos pelo Maranhão, Bloco Parlamentar Democrático e Bloco Solidariedade Progressista.

Polícia prende quatro pessoas suspeitas de roubo de cargas avaliadas em R$ 2 milhões no Maranhão

Quatro pessoas foram presas na segunda-feira (18) suspeitas de envolvimento no roubo de cargas em vários estado do Brasil. A polícia descobriu o esquema depois da apreensão de um caminhão no município de Caxias, a 360 km de São Luís. O material é apenas parte da carga roubada.

Segundo a investigação da polícia, os produtos foram roubados nos estados de Minas Gerais, Goiás, Piauí, Tocantins e Maranhão. A operação policial começou na última sexta-feira (15) com a apreensão do caminhão utilizado para transportar parte da carga em Caxias.

No sábado (16) e domingo (17) foram descobertos outros três depósitos para onde o material foi levado, sendo um na cidade de Timon e outros dois em Teresina. Representantes das seguradoras acompanharam os trabalhos da Polícia Rodoviária.

O delegado Tales Gomes, responsável pelo caso, informou que busca detalhes da quadrilha responsável pelo esquema criminoso. “Tem um terceiro. Um intermediário que coincidentemente a pessoa que fez a venda para essas pessoas. Então, a investigação agora visa esse aspecto e outros aspectos relacionados a donos de depósitos que também estejam recebendo carga roubada”, revelou.

Durante a ação, que se iniciou na sexta-feira (15) e terminou nesta segunda-feira (18), foram conduzidas para a Polícia Civil cinco pessoas. Foram detidos 02 caminhoneiros que transportavam as mercadorias e 03 responsáveis pelos estabelecimentos onde as cargas foram apreendidas. As equipes estimam que haja em torno de 70 toneladas de produtos e um valor global de mais de R$ 2.000.000,00 em mercadorias.

Em Caxias, foram presos Francisco da Silva Coelho Filho e Luís Carlos da Silva Coelho, que conduziam caminhões com cargas de leite roubado em Imperatriz. Francisco indicou um galpão em Caxias onde se apreendeu um carga de café roubada em Minas Gerais.

No galpão, foram encontrados diversos produtos de higiene e alimentícios de várias marcas, entre elas: cremes da Skala cosméticos, achocolatado da Nestlé, vodka e cachaça da Pirassununga, fraldas da Pompom e Bigfral, produtos Quero, produtos Olé, café Canaan e Odebrech, desodorantes Rexona, panetones SMART e etc.

Na manhã de sábado, em Timon, foi apreendida um carga de leite na Distribuidora Nordeste. A carga havia sido roubada em Valença-PI há cerca de 10 dias. No galpão, situado no Bairro São Benedito, foram encontrados 700 fardos do Leite Camponesa correspondente a 7.000kg. Após consulta ao lote foi confirmado que era pertencente a carga que havia sido roubada. A carga foi levada para a sede do Greco e devolvida ao responsável pela empresa

Foi realizada busca e apreensão no Atacadão do Bosco, situado na Av. Presidente Kennedy, em Teresina, onde foi apreendido o restante de uma carga de leite. Na empresa foi preso por receptação o advogado Regis Gomes Noronha Mota, responsável pelo estabelecimento. A ação no Atacadão do Bosco foi autorizada pelo juiz plantonista José Olindo Gil Barbosa após representação feita pelo Delegado Daniel Pires. Fonte:PRF

Universitário que espancou empresária agrediu irmão deficiente físico, o pai e tem prisão preventiva decretada

 

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro decretou hoje a prisão preventiva (por tempo indeterminado) de Vinícius Batista Serra, 27, após ele ser preso em flagrante sob a suspeita de espancar a empresária Elaine Caparróz em seu apartamento na Barra da Tijuca, na zona oeste carioca. A decisão ocorreu após o agressor ser ouvido durante audiência de custódia no presídio de Benfica, na zona norte, onde está detido.

Serra deve responder por tentativa de feminicídio, cuja pena é de no mínimo quatros de prisão. O juiz Alex Quaresma Ravache, que presidiu a audiência, determinou o encaminhamento do suspeito para avaliação médica psiquiátrica.

Universitário preso por agredir mulher deu o nome falso na portaria

O estudante de Direito preso por tentativa de feminicídio deu o nome errado na portaria do condomínio da vítima, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio. Vinícius Batista Serra, de 27 anos, se identificou como Felipe ao porteiro que estava de plantão antes de subir até o apartamento de Elaine Peres Caparroz, de 55. A informação foi passada pelo irmão dela, Rogério Peres, que teve acesso ao documento que registra as entradas no local.

— Vou entregar esse papel para a polícia hoje (segunda-feira). Não o consegui antes porque o porteiro que estava de plantão só voltou a trabalhar no domingo. Minha irmã já havia me contado que o porteiro falou que o nome do rapaz era Felipe. Ela achou estranho mas acabou liberando porque estava esperando alguém e achou que o porteiro havia se enganado — disse ele.

As agressões contra Elaine ocorreram no sábado. Elas começaram por volta de 1h e se estenderam até quase 5h30. Foram socos e mordidas, entre outros golpes. À polícia, Vinícius alegou que havia tomado vinho antes de dormir com Elaine e surtou.

Os dois haviam se conhecido pela internet e conversaram durante oito meses. Foi quando decidiram marcar um encontro. Elaine convidou Vinícius para um jantar em seu apartamento. Após a agressão, ele tentou fugir do condomínio, mas as saídas do local foram fechadas.

Vinícius já foi denunciado uma vez pelo próprio pai, Zacarias Batista de Lima, depois de agredir o irmão Diego, que é deficiente. A agressão ocorreu no dia 8 de fevereiro de 2016. De acordo com a queixa, por volta de 2h30m daquele dia, Zacarias foi despertado por gritos. Ao chegar ao quarto dos filhos, viu que Vinicius estava em cima do irmão aplicando golpes de jiu-jítsu.

Ainda de acordo com o pai, a razão da agressão era a suspeita de que o irmão tivesse pegado R$1.200 que pertenceriam a Vinicius. Na briga, Vinícius acabou acertando também um golpe no rosto do pai.

Na delegacia, Zacarias contou que o filho era faixa roxa de jiu-jítsu e andava “muito destemperado”. O caso chegou ao Juizado Especial Criminal depois que a vítima, o pai, desistiu da denúncia contra o filho.

Além de espancar Elaine, Vinícius ameaçou funcionários do condomínio na Barra, na Zona Oeste: “Entra então aqui para você ver o que acontece”.

 

Quarenta pontos na boca

Elaine permanece internada no Hospital Casa de Portugal, no Rio Comprido, na Zona Norte do Rio.Segundo Rogério, ela levou quase 40 pontos dentro da boca. Também sofreu fratura no nariz e nos ossos da órbita (região próxima aos olhos). Elaine passará por uma avaliação nesta segunda-feira com um médico bucomaxilofacial. Ela fez uma tomografia, que não apontou danos neurológicos. Elaine também perdeu um dente.

— Ontem (domingo) à noite ela estava estável, e os médicos estão acompanhando a evolução do caso. Os traumas em si é que estão muito ruins — disse ele.

“Cada vez que eu vejo a minha irmã, eu não consigo reconhecê-la”, disse Caparróz

Aquela pessoa que está ali desfigurada não representa diretamente a fisionomia da minha irmã. Ele deixou minha irmã numa situação que eu não reconheço. E toda vez que chego lá para visitar minha irmã fico chocado. Não tem momento em que você se acostuma com aquela imagem’‘, acrescentou.

Um boletim médico divulgado na manhã desta segunda-feira informou que Elaine será transferida da UTI para um quarto. Segundo o informe, ela segue em estado estável e permanecerá em observação. O coordenador da clínica médica do hospital, Hélio Primo, afirma que não há necessidade de cirurgias, já que o tratamento será feito apenas com medicamentos.

Filho se declara e ganha apoio

Elaine ganhou uma declaração de seu filho, o lutador Rayron Gracie. Ele usou seu perfil no Instagram para postar uma foto dos dois e escrever: “Te amo, mãe”. O lutador logo ganhou o apoio de centenas de pessoas, entre elas nomes conhecidos, como o comentarista e ex-atleta Flávio Canto, o skatista Bob Burnquist, o ator Dudu Azevedo e a lutadora Kyra Gracie. Ela, além de comentar na postagem de seu primo Ryron, também comentou o caso em seu perfil na rede social.