Advogado que acompanhava delegado suspeito de contrabando acaba de ser preso

O advogado Ricardo Jeferson Belo, que foi flagrado em companhia do delegado Tiago Bardal, na noite da desarticulação da quadrilha de contrabandistas no Quebra-Pote, teve sua prisão preventiva decretada nesta sexta-feira (2), pelo juiz Ronaldo Maciel, o mesmo que decretou a prisão do delegado.

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) informou que, em depoimento realizado na tarde da última terça (27), Ricardo Jefferson Muniz Belo foi interrogado por quatro delegados e três promotores de justiça por quase quatro horas.

Ricardo teria dito que um cliente falaria algo sobre drogas ao delegado Thiago Bardal na noite da operação, mas que esse cliente não pode aparecer porque é de alta periculosidade. A Secretaria de Segurança acredita que o advogado também tem ligações com um dos chefes da quadrilha e diz que era essencial identificar quem estava com Bardal na noite da operação.

“Era preciso identificar a pessoa que estava com o delegado para saber se era alguém que nada conhecia quanto aos integrantes da quadrilha ou se havia algum vínculo entre elas. E há um vínculo, informal ou advocatício, e um relacionamento até de empréstimo de dinheiro e diversas reuniões ” contou o secretário da SSP, Jefferson Portela. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.