Ex-subchefe do Gabinete Militar de Roseana Sarney é preso por suspeita de integrar organização criminosa

O coronel Reinaldo Elias Francalanci foi preso na tarde de sábado (3), no comando geral da Polícia Militar do Estado do Maranhão, localizado no Calhau, em São Luís, por ordem da Justiça. Francalanci foi subchefe do Gabinete Militar da ex-governadora Roseana Sarney.

O coronel – suspeito de envolvimento com uma organização criminosa desarticulada na semana passada, no bairro do Quebra Pote – foi prestar depoimento no Comando-Geral sobre o rumoroso caso, mas foi detido por ordem de um mandado de prisão expedido pelo Tribunal de Justiça do Maranhão.

Além do coronel Reinado Elias Francalanci, oito policiais também tiveram a prisão decretada pelo Tribunal de Justiça do Maranhão: o major Luciano Rangel, o tenente Aroud Martins, o sargento Joaquim Carvalho, o sargento Jonilson Amorim e os soldados Paulo Ricardo Nascimento, Patrick, Martins e Gleidson Alves.

Antes da prisão do coronel Francalanci, o Tribunal de Justiça decretou a prisão preventiva do ex-superintendente da Seic, delegado Thiago Bardal, e do advogado Ricardo Jefferson Muniz Belo, também por suspeita de integrar organização criminosa de contrabando. Bardal e Belo já estão presos.  O primeiro foi recolhido para a cadeia da Cidade Operária. O segundo está em Pedrinhas.

As prisões foram decretadas pelo juiz Ronaldo Maciel, titular da 1ª Vara Criminal, especializada em combate ao crime organizado, atendendo a um pedido da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP), que investigou os envolvidos e acionou a Justiça, para puni-los, para combater a máfia dos contrabandos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.