Bandidos matam taxista que trabalhava na Beira-Mar, a facadas, para roubar relógio e carteira

 

O taxista Eloneide Ferreira da Silva, de 44 anos, foi assassinado na Avenida dos Africanos, em São Luís. Segundo informações da Polícia Militar e de outros taxistas, dois homens solicitaram uma corrida no ponto em que ele trabalhava na Avenida Beira Mar e, durante o percurso, anunciaram o assalto e desferiram vários golpes de faca contra a vítima. Levaram um relógio e a porta cédulas.

O taxista ainda foi socorrido e levado para o Socorrão I, no centro, mas não resistiu aos ferimentos e veio ao óbito. Colegas de profissão de Eloneide não aceitaram a corrida para o Coroado, devido ao alto índice de assaltos na área. Eloneide aceitou porque era caminho para a sua casa, no Parque Timbira, já que ele estava encerrando o serviço. Infelizmente, foi mais uma vítima da violência.

VENDEU A LANCHONETE PARA COMPRAR TÁXI

Os familiares disserem que Eloneide Ferreira tinha vendido o ponto de uma lanchonete nas proximidades do Hospital Geral, para ingressar no ramo de táxi.  O Sindicato dos Taxistas de São Luís informou que esse é o 1° caso de homicídios, envolvendo taxistas em 2018. O caso está sendo investigado pela Superintendência de Homicídio e Proteção à Pessoa (SHPP). Os criminosos estão soltos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.