Deputado Raimundo Cutrim diz na Assembleia Legislativa que juiz e promotor cometem crimes

O deputado Raimundo Cutrim (PCdoB) falou mais uma vez na tribuna da Assembleia Legislativa sobre a suposta quadrilha de contrabandistas, que seria formada por policiais investigada pela SSP. O deputado criticou ação de  juiz, promotor e do secretário de Estado de Segurança Pública, Jefferson Portela.

O Deputado Raimundo Cutrim (PCdoB) fez novas declarações na quinta-feira (8) na tribuna da Assembleia Legislativa em reposta a declarações do Secretário Jefferson Portela feito nas redes sociais em que ele é chamado de “covarde” e “besta fera”. Ele respondeu ao secretário de segurança o desafiando a provar se ele é covarde ou não.

“Pelo amor que você tem seus filhos, não chame um homem de covarde. Se você acha que eu sou covarde, vem com gracinha para cima de mim, para você ver o que é um covarde. (…) Porque se você tem dúvidas, me provoque para ver o que é covarde, me provoque”, desafiou Cutrim.

Além das críticas ao secretário, Cutrim criticou a forma como vazou o áudio envolvendo Rogério Garcia, que já foi vice-prefeito de São Mateus, em que foi citada uma suposta participação de deputados e secretários na quadrilha de contrabandistas que já causou a prisão de nove policiais no Maranhão e que é investigada pela Secretaria de Segurança Pública.

Deputados envolvidos

“Eu continuo dizendo é que aquele vazamento foi para querer aqui pressionar o Presidente da Assembleia. Dizer: ‘Olha, não fala que eu vou dizer quem são os deputados’. Ele tem que dizer quem são os dois deputados. Vamos ver quem são os dois deputados”, disse Raimundo Cutrim.

Depois, o deputado também contou que o juiz e o promotor que acompanham o caso estão praticando crimes. Em relação juiz Ronald Maciel, ele diz desconfiar da parcialidade do magistrado.

“Então será que o juiz está sendo parcial? O Dr. Ronaldo Maciel? Eu tenho minha desconfiança, porque ele sabe que não é competência dele. Agora eu quero ver o seguinte… Como é que fica o Conselho Nacional de Justiça? De braços cruzados?

Para que foi criado? Como fica o Conselho Nacional do Ministério Público? De braços cruzados? Como fica o Procurador da República do Maranhão? Não são guardiões da Constituição? Como é que fica? Eu desafio aqui quanto a competência. A competência é da Justiça Federal, não é da Estadual.

Máfia dos contrabandos

A boca miúda me disse que o Secretário foi lá ao juiz pressionar: ‘Doutor, o senhor não vai prender o delegado, eu vou ficar desmoralizado’. Será que houve? Eu não sei, mas me disseram. Eu não sei disso, mas é o que se houve da boca miúda”, declarou o deputado.

Ainda falando sobre o que seria competência da justiça durante o andamento do caso envolvendo a suposta quadrilha de contrabandistas, Raimundo Cutrim completou as críticas ao comentar que o promotor não teria condições de comandar a operação.

“E sabe qual é o promotor? É aquele mesmo que armou com o ex-secretário e os três delegados contra o Deputado Cutrim. É aquele mesmo e que digo sempre que ele não tem condições profissionais de estar na frente de uma operação dessa. Ele foi conivente. E está dizendo, tanto o juiz como o promotor, eles estão praticando crime de abuso de autoridade e atos de improbidade administrativa, porque eles sabem que não é da competência deles”, disse o deputado estadual.

Do G1 MA

Vejam o vídeo de Cutrim denunciando:

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.