Pastor da Igreja Evangelho Quadrangular apelidado de “Maníaco da Orelha” é preso por estuprar as fiéis

Um pastor da Igreja do Evangelho Quadrangular foi preso preventivamente na casa dele, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, na terça-feira (13), por suspeita de estupro. De acordo com a Polícia Civil, Wison Jorge Ferreira da Silva, de 51 anos, estava sendo investigado por diversos abusos sexuais e por estupro de vulnerável.

Ainda segundo a investigação, o suspeito é um dos líderes da congregação e atuante em Belo Horizonte e na região metropolitana há 25 anos. A polícia informou que o pastor ficou conhecido pelo apelido de “Maníaco da Orelha”, por sempre iniciar os assédios lambendo as orelhas das vítimas.

“As vítimas relatam que o autor se aproveitava do cargo religioso, que ele exercia na igreja, pra poder abusar sexualmente das vítimas. Os crimes aconteceram, na maioria das vezes, nas dependências da igreja e nas caronas que ele oferecia às fiéis. Ele falava tanto que ele ficaria impune, que ele era muito influente e as vítimas ficavam com medo de enfrentá-lo, tendo em vista a influência dele, e também começava a desacreditar essas vítimas durante o culto e perante os outros fiéis da igreja”, explicou a delegada Larissa Mascotte, da Delegacia Especializada de Combate a Violência Sexual.

Afastado da Igreja

O advogado do pastor, Ademir Lataliza, esteve na delegacia e negou as denúncias contra Wilson Jorge. Por meio de nota, o Conselho Nacional de Diretores da Igreja do Evangelho Quadrangular informou que assim que tomou conhecimento da acusação afastou o pastor imediatamente de todas as funções administrativas e eclesiásticas, e o substituiu.

Ainda segundo a igreja, foi instaurado um processo disciplinar interno no conselho de ética da instituição. “Como Instituição religiosa respeitável reiteramos que não compactuamos e jamais aprovaremos tais desvios de comportamento de membros do Ministério”, diz a nota.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.