Sargento da PMMA e ex-PM do Pará são presos por venda de arma a traficante e assaltos na BR-010

Policiais da Superintendência Estadual de Repressão ao Narcotráfico (Senarc) prenderam o 2º sargento Carlos Magno Alves, da Polícia Militar do Maranhão (PMMA), por ter vendido uma pistola, PT 380, para um traficante da área do Itaqui/Bacanga, na capital maranhense. Carlos Magno ingressou na PMMA em 1989.

Policiais informaram que o comprador da pistola, PT 380, um traficante identificado pela Senarc como Eliseu de Jesus Diniz Filho, natural de Penalva,  na Baixada Maranhense, pagou  R$ 3.200,00 pela arma. Eliseu Filho também foi preso, autuado em flagrante e recolhido ao Presídio de Pedrinhas.

Assalto e assassinato

Já no município de Açailândia na Região Tocantina,o ex-PM do Estado do Pará, Ricardo da Silva Alencar, foi preso durante Operação realizada pela Polícia Civil da 9ª Delegacia Regional, coordenada pelo Delegado Murillo Lapenda, com apoio de agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

A polícia informou que Ricardo era responsável pelo resgate dos assaltantes a vans que circulam na BR-010, no trecho de Açailândia a Imperatriz.Nos assaltos, os bandidos usavam as áreas de plantio de Eucalipto da Suzano Celulose. A prisão foi efetuada cumprindo mandado de prisão expedido pela Justiça.

Conforme a polícia, em um dos últimos assaltos, em 17 de fevereiro de 2018, o motorista da Van Delmi Almeida, foi assassinado pelo assaltante Felipe Gomes Silva, após tentar reagir a ação criminosa. O ex-PM do Pará agia junto com Felipe e acabou sendo descoberto e preso pelos policiais da regional de Açailândia.

Segundo a Polícia, o ex-PM Ricardo da Silva Alencar já tinha sido preso em companhia de Felipe Gomes, durante um audacioso assalto, tipo arrastão, ocorrido na cidade de João Lisboa, em maio de 2016, quando Ricardo ainda estava na Polícia Militar do Pará. Os dois foram reconhecidos pelas vítimas do assalto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.