Motorista que atropelou e matou o médico é da Cidade Operária e será levado ao presídio de Pedrinhas

A Polícia Militar do Mainbão identificou o motorista que atropelou e matou o médico urologista Luís Carlos Cantanhede, de 56 anos, na manhã deste domingo (25), na Estrada de Ribamar. Como o crime é inafiançável, o motorista será levado ao Presídio de Pedrinhas, onde ficará à disposição da Justiça.

Trata-se de Gilson Carlos Barros Ferreira, residente na Cidade Operária, que dirigia um veículo Celta, prata, placas NND-5533, de São Luís. De acordo com a polícia, ao ser examinado no teste do bafômetro, Gilson apresentou sinais de embriaguez.

De acordo com informações da Polícia Militar, Gilson Carlos trafegava em alta velocidade, com sintomas de embriaguez  e, com o asfalto molhado pela forte chuva, perdeu o controle do veículo, passou para a outra pista e atropelou o médico urologista.

Atendido pelo filho

O atropelamento e morte aconteceram quando o médico Luís Carlos Cantanhede estava na companhia de amigos e familiares, se deslocando, a pé ao Santuário do município de São José de Ribamar, para agradecer por ter se curado de um caso de câncer.

Depois do acidente, Luís Carlos Cantanhede ainda foi levado para o Hospital São Domingos, onde foi atendido pelo próprio filho que estava de plantão, mas não resistiu a graves ferimentos e faleceu. Gilson prestou depoimento no Plantão do Conjunto Maiobão.

De acordo com um agente penitenciário que esteve no local do acidente, Gilson Carlos, temendo ser linchado pelo povo, pediu socorro e foi levado para o Quartel da PM, Canaã. De lá Gilson foi conduzido ao Plantão do Conjunto Maiobão, para prestar o depoimento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.