Variação nos preços dos produtos da Semana Santa chega a 214% em São Luís

Esta pesquisa pode ser consultada, na íntegra, mais abaixo

Feriados e datas comemorativas são sempre uma oportunidade para impulsionar o comércio e atrair consumidores. E durante a Semana Santa (de 25 de março a 1º de abril), com todo o apelo religioso, não é diferente. Assim, é preciso ter cautela na hora de ir às compras a fim de evitar gastos acima dos padrões.

E se pesquisar é a palavra de ordem, o PROCON/MA mapeou preços de oito fornecedores de São Luís, de 7 a 22 de março, com 240 itens, entre chocolates, pescados e produtos de mercearia.

Os estabelecimentos pesquisados foram Supermercados Maciel, Supermercado Mateus (Cohama), Supermercado Félix (Bairro de Fátima), Supermercado Real (Vila Janaína), Mercadinho Carone, Mercado do Peixe, Feira do Bairro de Fátima e Feira Livre (Praia Grande).

Clique aqui para ter acesso a pesquisa completa.

Chocolate

Para quem não abre mão do bom e velho chocolate, após análise de preços, foi constatado que o ovo de Páscoa ao leite 185 g, da marca Garoto, obteve a maior variação nesse segmento, com 39,10%. Os preços praticados são de R$ 31,98, nos Supermercados Maciel, e de R$ 22,99, no Supermercado Mateus (Cohama).

Outra opção de chocolate com diferenciação acima de 30% é a caixa de bombons sortidos, também da Garoto, que obteve 32,90%. O menor preço foi de R$ 6,99, encontrado no Supermercado Mateus. O maior, no Mercadinho Carone, custa R$ 9,29.

Peixe

Entre toda a pesquisa, a maior variação de preço chegou a 214,74%, do peixe palombeta, que teve o valor mais alto encontrado no Mercado do Peixe, por R$ 22,00, e o mais acessível, no Mercadinho Carone, por R$ 6,99.

Outra diferenciação que pode pesar no bolso do consumidor é da pescadinha, que obteve 73,15%. Após comparação de preços, constatou-se a venda mais barata por R$ 10,39, no Supermercado Maciel, e a mais cara por R$ 17,99, no Supermercado Félix.

Nos supermercados, os preços variam muito de preço

Mercearia

Quanto a produtos diversos, que contemplam a famosa mercearia, outras variações indigestas podem ser encontradas. O maço de cheiro-verde, por exemplo, obteve 131% entre o maior e o menor preços praticados nas feiras e mercados.

O maior chegou a R$ 2,29, no Supermercado Mateus (Cohama), quando no Supermercado Félix (Bairro de Fátima) foi de R$ 0,99. O quilo da maçã nacional, que chega a R$ 6,65, no Supermercado Félix, e R$ 2,98, no Supermercado Maciel.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.