“Gardenal” e “Paulista” são presos pela polícia vendendo maconha no Cohajap

a polícia descobrou que os dois são bandidos perigosos

A Polícia Civil, por meio da Superintendência de Combate ao Narcotráfico (SENARC), prendeu,  no bairro Cohajap,  os indivíduos identificados Nonato de Assis de Melo Queiroz Júnior, vulgo “Gardenal”, e Willian Aparecido de Andrade Santos, vulgo “Paulista”.

Com os suspeitos, foi feita a apreensão de cerca de 500g de maconha, envoltas com saco plástico, balança de precisão e apetrechos para embalagem de entorpecentes. A ação policial ocorreu após várias denúncias anônimas, dando conta que os dois estavam vendendo drogas ilícitas na Rua 27, quadra 10, casa 7, bairro Cohajap.

Diante das circunstâncias apresentadas, os conduzidos, que são integrantes de uma facção criminosa, foram encaminhados à sede da SENARC, onde foram autuados por de tráfico ilícito de drogas e associação para o tráfico.

Alta periculosidade

A polícia descobriu que “Gardenal” já  responde criminalmente a quatro processos, sendo: dois por tráfico ilícito de drogas, no Estado do Mato Grosso, um por roubo majorado e uma tentativa de homicídio, ambos na capital maranhense.

O “Paulista” apresentou documento falso, em nome de “Renan Gonçalves Cattelan”, por haver em seu desfavor mandado de prisão preventiva, decorrente de condenação a 10 anos de cadeia, expedida pela 1a Vara de Execuções Penais do Ceará, pelos crimes de roubo majorado, porte ilegal de arma de fogo e receptação.

Em razão dessa conduta, William também foi autuado em flagrante delito pelo crime de uso de documento falso. Em seguida, os dois bandidos foram encaminhados ao Complexo Penitenciário de Pedrinhas, onde ficarão à disposição do Poder Judiciário do Maranhão. .

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.