Traficante manda executar comerciante por causa de uma dívida de R$ 20 mil

 

“Indio” se envolveu com traficantes e acabou assasinado

A Polícia Militar do Estado do Maranhão (PMMA) informou que o proprietário de uma oficina de bicicleta, Antonio Nascimento, conhecido como “Índio”, de 42 anos, foi assassinado, friamente, com cinco tiros, no seu local de trabalho, perto da praça principal de Vitorino Freire, localizado a 300 km de São Luís, na Região do Pindaré.

De acordo com a polícia, o crime aconteceu na manhã desta sexta-feira (27).  Os criminosos chegaram numa motocicleta, usando jaquetas e capacetes, mataram o comerciante, com cinco tiros, e fugiram sentido do município vizinho de Paulo Ramos.

Armas e munições usadas para matar o comerciante

Um grande cerco policial foi feito num comércio, em Vitorino Freire, e os suspeitos, armados, foram presos. Os três foram levados para a 16º Delegacia Regional de Bacabal, junto com armas, munições, cartões bancários e dinheiro, apreendidos na ação.

Gedeão, Onildomar e “Júnior do Pó” foram presos pela PM

Cinco tiros

Os suspeitos do crime foram presos e identificados como Gedeão Almada da Silva, 31 anos; Onildomar Carvalho, 36 anos. Já Fábio da Silva, 34 anos, conhecido no submundo do crime como “Júnior do Pó”, é apontado como o possível mandante.

Segundo a polícia, motivação seria uma dívida que o traficante “Júnior do Pó” teria contraído com a vítima, no valor de R$ 20 mil. Antônio Nascimento foi morto com cinco disparos de arma de fogo, que atingiram a nuca, o braço, o peito e a nádega.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.