Polícia monta mega operação para prender os matadores do soldado do Corpo de Bombeiros

O soldado Rafael era casado e deixa duas filhas menores

O comandante do Corpo de Bombeiros Militar, coronel Célio Roberto, anunciou que a Polícia Militar está realizando uma grande operação na região Sul do Maranhão, para prender os suspeitos de matar o soldado do Corpo de Bombeiros, Rafael Pereira Vila Nova, na noite de sexta-feira, 27, na cidade de Balsas.

O coronel Célio Roberto informou que o crime está sendo investigado pela Polícia Civil e acompanhado pela cúpula do Corpo de Bombeiros Militar. “A morte do nosso irmão da corporação não pode ficar impune.  As investigações estão sendo acompanhadas de perto, pelo próprio comando”, declarou o comandante.

Na ocasião, o coronel Célio Roberto informou também que a Polícia Militar teve acesso a imagens de câmeras de segurança, feitas próximas ao local onde estava sendo feita a suposta negociação do veículo. As imagens ajudarão a prender os suspeitos de matar o soldado do Corpo de Bombeiros do Maranhão.

As balas atingiram a cabeça e a virilha de Rafael, que morreu no local. A polícia ainda realizou rondas, mas não conseguiram prender os acusados. Rafael Pereira ingressou no Corpo de Bombeiros em 2013. Era casado e deixou duas filhas menores de idade, inclusive uma  delas recém-nascida.

O soldado Rafael Vila Nova foi morto com cinco tiros

O covarde crime   

O latrocínio ocorreu no começo da noite de sexta-feira, 27 de abril, na cidade de Balsas. De acordo com informações da Polícia Militar, o soldado bombeiro militar, Rafael Pereira Vila Nova, que também atuava como corretor de veículos, recebeu ligações de supostos clientes interesados em  um carro negociado pela vitima.

Os criminosos encontraram Rafael e o irmão dele e entraram no veiculo para dar uma volta. Momentos depois, saíram no carro e anunciaram o assalto. Em seguida, os criminosos dispararam cinco tiros. Três acertaram Rafael que morreu no local. O irmão do bombeiro militar não foi atingido pelos disparos.

Depois do crime, os autores fugiram com o carro da vítima em direção a cidade de Riachão, e abandonaram o veículo em uma estrada vicinal, que sai da BR- 230, no trecho entre Balsas e Riachão, para a cidade de Nova Colinas. O corpo da vitima foi velado na cidade de Balsas, na região Sul do Maranhão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.