MONSTRUOSIDADE! Pai é acusado de espancar a filha bebê até a morte em Dom Pedro; menina teve as pernas e a clavícula quebradas

A Polícia Militar (PM) informou que uma bebê recém-nascida, de nome Heloísa, foi morta por espancamento, na noite de segunda-feira (2). A barbaridade teria sido praticado pelo pai, um menor de idade, de 17 anos. A mãe é suspeita de ter sido conivente com a monstruosidade que abalou a população da cidade de Dom Pedro.  

De acordo com os vizinhos, o pai chegou drogado em casa e pediu à mãe para colocar a criança para dormir. “Instantes depois, às 20h30, levou a bebê no hospital Geral de Dom Pedro, onde ela morreu. Os médicos perceberam que a bebê havia sido espancada”, contou um morador da rua onde ocorreu a tragédia que abalou a todos. 

 A princípio, o pai alegou que a bebê era doente e por isso ficava roxa. Depois disse que a pequena Heloísa tinha se engasgado, que deu água e ela ficou sem ar, tendo que sacudi-la. Indagado pelo médico de plantão sobre o porquê a bebê estar roxa, mais uma vez, o pai assassino mudou de versão, alegando que ela tinha caído da cama há uma semana e que só agora eles decidiram buscar por socorro.

 Membros quebrados

Em seguida, a mãe, identificado como Nathália, chegou ao hospital confirmando a versão do Pai. De imediato, a polícia foi chamada e os dois foram presos em flagrante por suspeita de homicídio. Exames comprovaram também que a bebê estava com as duas pernas e a clavícula quebradas, hematoma na orelha, na cabeça e por todo o corpo.

O corpo da criança foi levado a uma sala reservada aguardando pelo Instituto Médico Legal (IM) de Caxias que está realizando exames mais precisos para determinar as causas da morte da pequena Heloísa. O caso chocou o Maranhão.

Com informações do Gilberto Lima

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.