Polícia “detona” dois bandidos que invadiram igreja, emissora de TV, 20 casas e ajudaram matar soldado do Corpo de Bombeiros

André Luis Dourado Damasceno, vulgo “Zé Leão”

Na madrugada desta quinta-feira (02) a Polícia Militar (PM) recebeu informações do paradeiro de um dos elementos mais perigosos da região de Balsas: André Luis Dourado Damasceno, vulgo “Zé Leão”, especialista em invadir residências de cidadãos.  

André, além de roubar tinha o hábito de dar coronhada em suas vítimas. A sua quadrilha invadiu cerca de 20 residências na cidade de Balsas, além da casa paroquial, casa de advogado e a TV Açucena, nada escapava da ousadia da quadrilha.

De acordo Informações repassadas pela Polícia Militar, neste fim de semana André Dourado matou Fagner Melo Silva, a mando de um traficante de Araguaína que reside em Balsas, próximo a um clube no bairro São Félix. André em um único dia fez duas tentativas de homicídio, atirando em Rauny e Wagner.

O soldado Rafael ao lado da esposa

Morte do soldado

Um dos parceiros de André Dourado, Weverton Silva dos Santos, 19 anos também morreu no confronto. Ele foi um dos que invadiu a emissora de TV junto com Pedro Henrique, onde repórteres e cinegrafistas se trancaram na emissora enquanto eles quebravam vidros dos carros e roubavam tudo que tinha.

No local a PM encontrou uma biz vermelha roubada neste fim de semana, uma pop branca sem placa usada para prática de assaltos, um pano de joias roubado de uma mulher avaliado em cerca de 6 mil reais e dois revólveres calibre 38, maconha prensada, dentre outros.

André Dourado, junto com Yuri, deram apoio e levaram os latrocidas que mataram o soldado Rafael Pereira Vila Nova, do Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão, durante o roubo de um veículo que a vítima vendia. O caso chocou a população da região Sul. Kennedy Mendes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.