ASSISTA!! Bolsonaro é esfaqueado em Minas Gerais e levado para um hospital; suspeito do crime é preso e está sendo interrogado

Após confusão em Juiz de Fora (MG), a agenda de Jair Bolsonaro (PSL) é interrompida depois de o candidato ser esfaqueado. O presidenciável foi levado para o hospital.

Antes do ataque, tumultos, tensão e bate-boca marcaram a visita do presidenciável ao hospital filantrópico da Associação Feminina de Prevenção e Combate ao Câncer (ASCOMCER) e também um almoço com o candidato em um hotel em Juiz de Fora, Minas Gerais, nesta quinta-feira, 6.

Pacientes idosos em tratamento contra a doença tiveram dificuldade para entrar na unidade, devido a um cordão de isolamento feito por integrantes de um movimento conservador da cidade. Vestidos de preto, eles se diziam policiais e afirmavam fazer “segurança voluntária” do candidato.

Momentos depois, foi preso o homem suspeito que tentou matar o candidado do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, em juiz de fora. O nome dele é José Adélio Bispo de Oliveira, membro do PDT de Minas.

Bolsonaro foi levado para a Santa Casa de Misericórdia de Juiz de Fora. O hospital não informou o estado de saúde do candidato. De acordo com um dos filhos de Bolsonaro, o deputado estadual Flavio Bolsonaro, o ferimento foi superficial e o candidato passa bem. Em entrevista à GloboNews, ele afirmou que o pai levou seis pontos.

Cofira os vídeos:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.