Ex-presidente Lula se encontra com papa Francisco: ‘Mundo mais justo e fraterno!

Resultado de imagem para lula encontra papa francisco

O ex-presidente do Brasil Luiz Inácio Lula da Silva (PT) se encontrou nesta quinta-feira (13) com o papa Francisco no Vaticano. Na legenda de foto publicada no Twitter, Lula disse que conversou sobre “um mundo mais justo e fraterno”. Detalhes da conversa, no entanto, não foram divulgados. As informações são do G1.

“Encontro com o Papa Francisco para conversar sobre um mundo mais justo e fraterno”, escreveu. Segundo a assessoria do ex-presidente, o encontro durou cerca de uma hora.

O ex-presidente chegou ao Vaticano por volta de 15H30 no horário local a bordo de um automóvel com vidro fumê. A Santa Sé informou que não vai divulgar um comunicado oficial sobre o encontro devido a seu caráter privado.

Depoimento adiado para o encontro.

A reunião entre Lula e Francisco só foi possível após uma decisão da Justiça Federal do DF, que adiou um depoimento que o ex-presidente iria conceder no âmbito da Operação Zelotes — inicialmente marcado para o último dia 11, data de sua viagem à Europa.

O juiz Ricardo Augusto Soares Leite autorizou, e a audiência foi remarcada para o dia 19. Lula retorna ao Brasil no sábado (15).

O encontro foi intermediado pelo recém-eleito presidente da Argentina, Alberto Fernández. No final de janeiro, os dois se encontraram e conversaram por quase uma hora.

Resultado de imagem para lula papa francisco

Troca de cartas

Em abril passado, poucos dias antes de completar um ano encarcerado na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, o ex-presidente Lula escreveu uma carta ao papa Francisco onde afirmava estar “lutando por sua inocência”.

“Estou preso porque os poderosos querem destruir toda a rede de proteção e cuidado que construímos para os excluídos”, escreveu Lula no dia 5 de abril de 2019, terminando o texto com “gostaria de contar com seu apoio e amizade, reze por mim”.

Cerca de um mês depois, Francisco respondeu à carta do ex-presidente. Nela, citou um discurso que fez no primeiro dia daquele ano, no qual afirmou que a política deve ser ferramenta para “criar condições de um futuro digno e justo”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *