Soldado da PM acusado de atirar e matar médico em Imperatriz é preso

A confirmação da prisão foi dada pelo secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela

Foi preso nesta terça-feira, 27, o soldado da Polícia Militar (PM), Adonias Sadda, acusado de assassinar o médico recém-formado Bruno Calaça, de 24 anos, dentro de uma boate no bairro Beira Rio, em Imperatriz, a 600 km de São Luís.

A vítima foi morta de forma covarde, sem que tivesse qualquer chance de se defender. Em imagens de câmeras de segurança, Adonias com arma em punho atirou contra o jovem que morreu no local. Desde a madrugada de segunda-feira, 26, quando o fato ocorreu, o militar fugiu e não foi mais visto.

A confirmação da prisão foi dada pelo secretário de Segurança Pública Jefferson Portela. “Informo que o soldado Adonias Sadda acaba de ser preso na cidade de Imperatriz. Nesse momento, ele está sendo conduzido para a Delegacia Regional”, revelou. (Itaqui Bacanga)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.