Familia maranhense que morreu soterrada no Rio de Janeiro será sepultada em Pinheiro

Pai, mãe e filho devem ser sepultados na cidade de Pinheiro. Dia do velório e enterro está indefinido, já que familiares ainda tentam trazer os corpos para o estado.

Parte de uma família que morreu após o desabamento de presios na Mazuema, Zona Oeste do Rio de Janeiro, será sepultada na cidade de Pinheiro, localizada na região da Baixada Maranhense. No entanto, ainda não há uma previsão para o dia do velório e enterro, já que familiares ainda tentam conseguir recursos para trazer os corpos para o Maranhão.

Os prédios caíram na manhã desta sexta (12) e as causas ainda são investigadas. O menino Hilton Guilherme de Souza, de 12 ano morreu na manhã deste sábado (13). Ele foi retirado dos escombros.com fratura em uma das pernas e ferimentos no rosto. Segundo os Bombeiros, ele estava consciente e foi levado para o Hospital Miguel Couto, na Gávea, mas não resistiu e morreu.

Os pais do garoto, Maria Nazaré Sodré e Hiltonberto Rodrigues Souza, foram retirados já sem vida dos escombros. Os corpos deles, no entanto, só foram reconhecidos por parentes na manhã deste sábado (13). A caçula da família, Isabele, escapou ilesa porque foi retirada do prédio pelo pai instantes antes do prédio vir abaixo.

O pai, a mãe e o menino que morreram eram da cidade de Pinheiro. A família começou a se estabelecer no Rio de Janeiro há cerca de 15 anos, quando Hiltonberto viajou para trabalhar na cidade como lanterneiro. Ao longo dos anos, ele levou a esposa e o filho Hilton para junto dele. Apenas a menina Isabele é nascida no Rio. (Com informações do G1MA)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *