Estudo alerta que 110 cidades Maranhão correm risco de desastre ambiental; veja relação dos municípios

O Maranhão tem 110 municípios suscetíveis a desastres associados a deslizamentos de terras, alagamentos, enxurradas e inundações. A informação é de um estudo realizado pelo Governo Federal divulgado no último dia 18 de maio. No Brasil, foram mapeados 1.942 municípios com risco de desastre ambiental.

110 cidades maranhenses correm risco de desastre ambiental, diz estudo

O levantamento foi coordenado pela Secretaria Especial de Articulação e Monitoramento, ligada à Casa Civil da Presidência da República. O estudo foi solicitado pelo governo em razão das obras previstas para o Novo PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), que prevê investimentos em infraestrutura em todo o país.

Ainda conforme o levantamento, as áreas dentro dessas 110 cidades consideradas em risco, concentram mais de 173 mil maranhenses, o que representa 3,5% da população do estado.

Entre os 110 municípios maranhenses apontados pelo Governo Federal suscetíveis a desastres ambiental, as 10 cidades com o maior número de moradores em áreas de risco são:

  • Codó – 27.191
  • Chapadinha – 19.499
  • Caxias – 10.822
  • Vitória do Mearim – 8.179
  • Trizidela do Vale – 7.361
  • Imperatriz – 6.719
  • Bacabal – 6.933
  • Presidente Dutra – 5.350
  • Timon – 4.764
  • Coelho Neto – 4.378
  • Santa Helena – 3.818

Aumento em 10 anos

Publicado em abril deste ano, o estudo refez a metodologia até então adotada, adicionando mais critérios e novas bases de dados, o que ampliou em mais de 35% o número dos municípios maranhenses considerados suscetíveis a desastres. Em 2012, o Governo Federal havia mapeado 80 cidades maranhenses em risco desse tipo.

Recomendações

A nota técnica do estudo realizado pelo Governo Federal faz uma série de recomendações ao Poder Público para minimizar os danos dos desastres futuros, como a ampliação do monitoramento e sistemas de alertas para risco relativos a inundações, a atualização anual desses dados e a divulgação dessas informações para todas as instituições e órgãos que podem lidar com o tema.

“É fundamental promover ações governamentais coordenadas voltadas à gestão de riscos e prevenção de desastres”, diz o estudo, acrescentando que o Novo PAC pode ser uma oportunidade para melhorar a gestão de riscos e desastres no Brasil.

“[A nota técnica deve] subsidiar as listas dos municípios elegíveis para as seleções do Novo PAC em prevenção de risco: contenção de encostas, macrodrenagem, barragens de regularização de vazões e controle de cheias, e intervenções em cursos d’água”. (Difusora ON)

Por unanimidade, Supremo Tribunal Federal (STF) declara ilegal o assédio judicial contra jornalistas e imprensa

Por unanimidade, o Supremo Tribunal Federal (STF) reconheceu nesta quarta-feira (22) a existência do “assédio judicial” contra jornalistas e veículos de imprensa. Com essa decisão, a Corte confirma a ilegalidade do ajuizamento de inúmeras ações judiciais com o intuito de constranger ou dificultar o exercício da liberdade de imprensa.

Segundo o entendimento do STF, as ações em que pessoas citadas em matérias jornalísticas buscam indenizações devem ser julgadas pela Justiça da cidade onde o jornalista reside. Atualmente, quem processa pode escolher a cidade onde a ação vai tramitar, eliminando os processos contra a imprensa em diferentes localidades.

Os ministros também determinaram que a responsabilização de jornalistas e veículos de imprensa deve ocorrer apenas em casos de dolo ou culpa grave, ou seja, por negligência profissional ou com a intenção de prejudicar a pessoa citada na reportagem.

O julgamento foi motivado por ações protocoladas pela Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) e pela Associação Brasileira de Imprensa (ABI).

A questão foi decidida com base no voto do ministro Luís Roberto Barroso, que mencionou casos de 100 ações ajuizadas simultaneamente em diversos estados contra jornalistas, movidas por pessoas citadas em reportagens em busca de indenizações por danos morais.

Durante a sessão, Barroso afirmou que o Brasil possui um “passado que condena” em questões de liberdade de imprensa. “A história do Brasil teve censura à imprensa, com páginas em branco, receita de bolo, poemas de Camões. Todas as músicas tinham que ser submetidas ao departamento de censura, e o balé Bolshoi foi proibido de ser encenado porque era considerado propaganda comunista”, comentou.

A ministra Cármen Lúcia acrescentou que o assédio judicial contra jornalistas é uma forma de perseguição. “Se nós vivemos a década de 1970 com toda forma de censura, hoje temos outras formas de censura particulares. Nós não queremos defender e dar guarida a novas formas de censura, estamos falando de liberdade”, completou.

Mulher apontada como a maior estelionatária do Brasil é presa no interior do Maranhão; suspeita já teria dado golpe de R$ 1 milhão e responderia a mais de 50 processos

Uma mulher de 56 anos, identificada como Adriana Maria de Oliveira Furtado, natural de Joinvile (SC), foi presa pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) na tarde da última terça-feira (21), no km 158 da BR-316, no município de Nova Olinda do Maranhão.

Segundo a PFR, a suspeita, que estava de carona em um veículo Fiat/Toro, era procurada por diversos crimes de estelionato aplicados em diversas regiões do Brasil, incluindo um golpe que gerou um prejuízo de R$ 1 milhão de reais a uma agência bancária no sul do país.

A equipe da PRF abordou o veículo durante uma fiscalização de rotina. Ao verificar os documentos dos ocupantes, os policiais constataram que a passageira possuía um mandado de prisão em aberto pelo crime de estelionato, expedido pela Delegacia da Polícia Civil do Estado de Alagoas.

Durante a revista pessoal, foram encontrados com a suspeita 13 cartões bancários e três outros tipos de cartões, de origem duvidosa.

Diante das informações obtidas, a mulher foi presa em flagrante e encaminhada à Delegacia de Polícia Civil local, onde ficará à disposição da justiça.

Ficha criminal

De acordo com a PRF, a ficha criminal de Adriana Furtado inclui 51 processos de estelionato, entre eles constam como vítimas uma desembargadora do Tribunal de Justiça da Bahia e uma Ministra do Superior Tribunal de Justiça, cujo nome não foi revelado. Ela já teria dado um prejuízo superior a R$ 1 milhão em uma agência bancária de São Paulo e teria confessado que comprou uma casa em Joinville por R$ 3 milhões à vista.

Primeiro golpe

A PRF informou que em uma das prisões, em 2018, Adriana revelou que cometeu seu primeiro estelionato aos 18 anos em Joinville. Como não tinha dinheiro para comprar seu vestido de noiva, ela falsificou a assinatura da irmã no talão de cheque.

A vítima preferida eram as agências bancárias. A imprensa paulista registra que, em julho de 2008, ela causou um prejuízo de R$ 400 mil em uma agência da Vila Mariana. Em outra agência o prejuízo seria superior a R$ 1 milhão.

Prisão em flagrante

Adriana foi presa, em 2018, no Rio Grande do Norte após a Polícia Civil ser avisada pelos serviços de inteligência de outros estados que a “maior estelionatária do Brasil” estaria em Natal. Ela foi presa em flagrante em um posto de gasolina ao lado de um homem que disse ser seu marido.

A PRF revelou que Adriana estava com quase 50 cartões de diversos tipos, dentre eles, cartões de crédito/débito de agências bancárias, cartões de lojas de departamentos, cartões de planos de saúde (um deles de Joinville), cartões de seguradoras, 63 comprovantes de depósito, talões de cheques, 18 envelopes para depósito em agências bancárias todos em nome de terceiros, documentação para abertura de conta-corrente.

Os policiais civis também apreenderam o veículo Toyota Corolla Etios, cor prata, placas de Joinville, além de dois aparelhos celulares. Ainda segundo a polícia, ela utilizava seis CPFs.

Modus operandi

À época, o delegado revelou à imprensa que Adriana “agia de modo peculiar, sem apresentar nenhum documento de identidade, procurava um gerente ou funcionário que parecesse mais simpático e, na conversa, o convencia que era cliente e que teria ido até aquela instituição pegar cartões e cheques”.

Fonte: Gilberto Lima

Vereadores mobilizam Governo do Estado e Prefeitura para melhorar limpeza, saneamento e abastecimento em São Luís

As solicitações, encaminhadas nos meses de abril e maio, se aplicam a diversos bairros da capital maranhense

Parlamentares da Câmara Municipal de São Luís solicitaram ao Executivo Municipal e ao Governo do Maranhão que sejam realizados serviços de limpeza, saneamento e abastecimento de diversos bairros da capital maranhense. No Requerimento nº 060/24, por exemplo, apresentado na sessão ordinária do dia 23 de abril pelo vereador Andrey Monteiro (PV), o pedido é para que o Comitê Gestor de Limpeza Urbana (CGLU) realize a limpeza na Rua Espinhel, no bairro da Areinha.

Também aprovada no dia 23 abril, a Indicação nº 183/24, de autoria da vereadora Rosana da Saúde (Republicanos), solicita da Secretaria de Estado de Infraestrutura (Sinfra) serviço de limpeza e cobertura da vala de esgoto da 2ª Travessa do Ribeirão, na Vila Palmeira. A Indicação nº 203/24, de Thyago Freitas (PRD), pede que a Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema) realize a desobstrução e recuperação da rede de esgoto da Estrada Velha, no Vinhais.

Ainda direcionada à Caema, a Indicação do vereador Marlon Garcia (Republicanos) é para que seja feita a verificação e realização de abastecimento na Rua São João e Travessa São João, no bairro Pindorama. Da mesma forma, a Indicação nº 010/24, de Chico Carvalho (PSDB), pede ao órgão estadual a construção  de uma subadutora de água potável de boa qualidade nos 12 km que ligam a Adutora do Italuis – na margem do Km 10 da Br-135 – ao Porto do Quebra-Pote.

Na sessão ordinária do dia 24 de abril, um requerimento da vereadora Rosana da Saúde solicitou a resolução de um esgoto a céu aberto na Rua São Raimundo, no bairro do Anjo da Guarda. Já uma indicação de Ribeiro Neto (PSB), encaminhada na sessão do dia 29 de abril, pediu à Caema serviço de tubulação individual de água corrente nas casas localizadas nas ruas São José, Dom Pedro e Emílio Ribas, na Vila Palmeira.

Por fim, no dia 7 de maio, o Requerimento nº 926/24, de autoria do Professor Sá Marques (PSB), solicita formalmente ao prefeito Eduardo Braide (PSD), que sejam realizadas limpeza e poda das árvores na Rua 10, do Planalto Vinhais 2. E, o Requerimento nº 1005/24, do vereador Marlon Garcia, pede à Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp) a limpeza e capina do Estádio Palmeirão, localizado na Av. 48, no Bairro de Fátima.

Maranhense Yara Sá vence reality show gastronômico Jogo de Panelas do programa Mais Você, da TV Globo

Com a vitória, Yara levou para casa R$ 15 mil, além do troféu.

A maranhense Yara Sá foi a grande vencedora do Jogo de Panelas, reality show gastronômico do programa Mais Você, da TV Globo. Na final, que foi ao ar nesta quarta-feira (22), a modelo impressionou as chefs e os jurados convidados com um jantar inspirado no Maranhão.

Yara tomou a frente dos participantes ganhando o ponto extra da chef Michele Crispim pelo prato de robalo com arroz de cuxá. Na sobremesa, a maranhense também ganhou o ponto extra da chef Ju Ferraz por ter servido doce de espécie de Alcântara, prato típico maranhense.

Já como entrada, a modelo serviu queijo coalho com castanha-de-caju e melado de cana e homus com vinagreira. Com a vitória, Yara levou para casa R$ 15 mil, além do troféu.

O reality Jogo de Panelas reúne cozinheiros amadores que precisam mostrar todo seu potencial, servindo entrada, prato principal e sobremesa. Os participantes precisam ainda impressionar os convidados com decoração e atração condizente com o tema escolhido. (Imirante)

Polícia Civil identifica motoboys que atacaram condomínio no Renascença, em São Luís; morador também foi identificado

Três motociclistas suspeitos de envolvimento no ato de vandalismo no Condomínio Ponta Negra foram identificados pela Polícia Civil do Maranhão.

O caso aconteceu na noite de sábado (18), no bairro Jardim Renascença, em São Luís, e teve como motivação o ‘calote’ de um cliente no pagamento de uma pizza – o homem é professor e morador do condomínio.

Com isso, os três motociclistas serão intimados a prestar depoimentos à Polícia para esclarecer os atos registrados em gravações feitas pelo próprio grupo.

As imagens mostram que toda a confusão iniciou após o morador do Ponta Negra se negar a pagar a pizza para um entregador, devido à demora para o recebimento do pedido.

O morador do Ponta Negra, que também já foi identificado, prestará depoimento nesta terça-feira (21), na Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic), que está a frente do caso.

Entenda o caso 

Após a discussão com o morador, o entregador voltou com vários outros entregadores e iniciou um ataque ao edifício. Os motociclistas soltaram fogos de artifício contra o prédio, faziam barulho com as descargas das motos e chegaram ainda a arrombar o portão da portaria.

“Além de derrubarem o portão, fizeram uma confusão toda, levantando roda, fizeram zoada, jogaram fogos de artifício, rojões nas alturas ali da sacada. Fizeram isso com pessoas que eles nem conhecem, que não tinham nada a ver com a confusão do cara.”

Segundo o jornalista Ricardo Santos, que mora no condomínio ao lado, Porto Seguro, os barulhos foram tão grandes que incomodaram o prédio em que ele mora, onde residem também doentes e crianças autistas.

“Onde eu moro tem pessoas doentes, pessoas que dormem só respirando por aparelhos, tem pessoas autistas, têm crianças autistas, animais, então foi uma coisa assim que rompeu a barreira do silêncio e de todo convívio social, pessoas se assustaram, pessoas ficaram sem entender o que estava acontecendo” relatou inconformado.

Conforme as informações apuradas, o morador que pediu a pizza terá que arcar com os danos que os motoqueiros fizeram. (Portal Difusora News)

Confira o momento do ataque: 

VÍDEO! Deputado Antônio Pereira repercute inaugurações de obras nas áreas da educação e cidadania na Região Tocantina

O parlamentar mencionou a implantação de Colégios Militares em São Pedro da Água Branca e Cidelândia e de unidade do Viva/Procon em Governador Edison Lobão

O deputado estadual Antônio Pereira (PSB) repercutiu, na sessão plenária desta terça-feira (21), a visita realizada pelo governador Carlos Brandão, no sábado passado (dia 18), a municípios da Região Tocantina, onde inaugurou obras e serviços nas áreas da educação, cidadania, entre outras.

Em seu discurso, o parlamentar destacou a implantação de Colégios Militares nas cidades de São Pedro da Água Branca e Cidelândia. Os serviços de cidadania também foram ampliados com a inauguração de uma unidade do Viva/Procon no município de Governador Edison Lobão.

Antônio Pereira informou que o município de São Pedro da Água Branca conta agora com o Colégio Militar 2 de Julho, que beneficiará mais de 400 estudantes da região.

“Tivemos a honra, neste final de semana, de receber a visita do governador Carlos Brandão na Região Tocantina. Estivemos em São Pedro da Água Branca, onde fomos muito bem recebidos pela prefeita daquela cidade, Marília Gonçalves de Oliveira, que faz uma gestão com muito compromisso e responsabilidade. Ali foi entregue uma escola com 12 salas de aula, com banheiros em granito, construída anteriormente pela Vale do Rio Doce e, agora, reformada pelo município”, afirmou o deputado.

Ele acrescentou que foi celebrado convênio para funcionar uma Escola Militar em São Pedro da Água Branca e outra no município de Cidelândia. Na cidade de Governador Edison Lobão, o governador Brandão inaugurou uma Sala Tech e uma unidade do Viva Cidadão.

Comadesma

Ainda em seu pronunciamento, Antônio Pereira também destacou o Congresso de Jovens da Comadesma, realizado no Templo Central da Assembleia de Deus em Imperatriz, com a participação de vários pregadores e cantores.

“Talvez este foi o maior evento de jovens da Assembleia de Deus. Lá havia cerca de 20 mil jovens evangélicos, e o governador Carlos Brandão foi muito bem recebido pelos pastores Raul e Cavalcante e por outros pastores de Imperatriz e das cidades circunvizinhas. Eu quero parabenizar os organizadores daquela festa tradicional do povo evangélico”, salientou o parlamentar.

Ele acrescentou ainda que a visita do governador Carlos Brandão se estendeu ao município de Lajeado Novo, onde foram inauguradas duas praças e um Centro Administrativo.

Confira o pronunciamento do deputado na tribuna da Assembleia Legislativa: 

Comércio da Grande Ilha vai funcionar durante o feriado de Corpus Christi

Acordo foi feito entre sindicatos laborais e a Fecomércio. Funcionários que trabalharem neste dia terão direito a horas extras trabalhadas com um adicional de 100%.

Rua Grande, principal centro de comércio de São Luís. — Foto: Matheus Soares / Grupo Mirante

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Maranhão (Fecomércio-MA) informou que o comércio da Grande Ilha (São LuísSão José de RibamarPaço do Lumiar e Raposa) vai funcionar normalmente no feriado de Corpus Christi, quinta-feira (30).

De acordo com a Fecomércio, as lojas de rua e centros comerciais vão funcionar das 8h às 18h e, as lojas em shoppings centers, das 10h às 22h. A medida segue um acordo feito entre a entidade e os sindicatos dos municípios, respeitando a Convenções Coletivas de Trabalho.

As empresas que decidirem abrir nesse dia, devem remunerar as horas extras trabalhadas com um adicional de 100%, sob o valor normal da hora, considerando o caráter extraordinário do trabalho no dia. Também deve ser garantido uma gratificação de R$ 45 aos funcionários que vão trabalhar na data.

Essas medidas não se aplicam a farmácias e supermercados, cujas atividades são consideradas essenciais e, portanto, podem operar em horário livre durante o feriado.(G1MA)

Câmara de São Luís divulga 9 leis novas com avanços para a comunidade LGBTQIA+ e outras iniciativas

As edições do Diário Oficial do Município da última quinta e sexta-feira, 16 e 17 de maio, oficializaram nove proposições de autoria do legislativo e do executivo que passam a vigorar no município de São Luís.

Sete entre as nove medidas são de autoria do vereador Coletivo Nós (PT) e garantem, em sua maioria, efetividade nos direitos LGBTQIA+. Confira.

LGBTQIA+

A Lei n° 7.591, de 29 de fevereiro de 2024, institui o “Selo Arco Iris” – selo destinado às empresas que desenvolvam ações em benefício da comunidade LGBTQIA+ no Município de São Luís. A iniciativa teve origem Projeto de Lei nº 124/22.

Enquanto a Lei n° 7.605, de 29 de fevereiro de 2024, institui a Semana Municipal da Diversidade e Inclusão no Município de São Luís, originária do Projeto de Lei nº 140/23. Outra proposição que altera o calendário oficial da cidade é Lei n° 7.616, de mesmo período, que inclui o Mês da Visibilidade Trans, oriunda do Projeto de Lei nº 100/22.

Já a Lei n° 7.632, de 29 de fevereiro de 2024, dispõe sobre a criação do Conselho Municipal dos Direitos das Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais, Queers, Intersexuais, Assexuais e afins (LGBTQIA+). Fruto do Projeto de Lei nº 223/21.

Por fim, a Lei n° 7.617, de 29 de fevereiro de 2024, estabelece sanções administrativas pela prática de atos de discriminação em estabelecimentos no Município de São Luís. A legislação se baseia no Projeto de Lei nº 196/22. Sobre a promulgação do bloco de leis, o co-vereador Jonathan Soares celebra a importante conquista.

Historicamente, não tínhamos políticas públicas pensadas por esta Casa para a garantia de direitos dessa população. Portanto, essa conquista é motivo de grande alegria e orgulho. Que possamos lutar juntos contra toda forma de discriminação, preconceito e desigualdade à população LGBT”, comentou Soares.

Outras iniciativas

Lei n° 7.565, de 09 de fevereiro de 2024, determina a obrigatoriedade do ensino da História Antiga da Ilha de Upaon Açu (São Luís) nas escolas da rede municipal de ensino. A lei vem do Projeto n.º 051/2022, também do vereador Coletivo Nós (PT).

Assim como a Lei n° 7.604, de 29 de fevereiro de 2024, que altera a Lei nº 4.365 de 10 de agosto de 2004, que considera de Utilidade Pública a Escola Comunitária Sempre Feliz – ECSF. A alteração ocorreu para atualizar o nome da instituição para Instituto Social OPUS – Consultoria e Capacitação em Desenvolvimento, Educação e Cidadania, e seu endereço de atuação conforme Projeto de Lei nº 024/23.

Leis do Executivo

A Lei nº 7.645, de 17 de maio de 2024, dispõe sobre a instalação e o funcionamento de parques de diversão temporários no município. Sua instalação e funcionamento ficam condicionados à prévia emissão de autorização especial junto à Secretaria Municipal de Urbanismo e Habitação (SEMURH).

E a Lei nº 7.644, de 17 de maio de 2024, dispõe sobre a concessão de aumento dos servidores da Administração Pública Direta e Indireta, empregados públicos, ativos e inativos, de São Luís. A Lei incorpora ainda categorias como auditores, procuradores, técnicos urbanísticos e empregados públicos da Coliseu, com um reajuste de 3,69%.

Presidente Iracema Vale destaca ações de impacto do Parlamento Estadual no programa ‘Em Discussão’

A presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputada Iracema Vale (PSB), participou, na manhã de sexta-feira (17), do programa ‘Em Discussão’, da Rádio Assembleia (96.9 FM). Na entrevista, a parlamentar fez um balanço do desempenho de seu mandato na Casa e das ações no exercício da Presidência da Alema. A deputada fez também um relato de proposições importantes de parlamentares da Casa e de pleitos formulados ao Governo do Estado.

Iracema Vale com a diretora de Comunicação, Jacqueline Heluy; subdiretor de TV e Rádio, Juraci Filho; jornalistas Paula Veloso e Greg Dantas e radialistas Álvaro Luiz e Henrique Pereira

Autora da Lei nº 12.252, de 24 de abril de 2024. que instituiu a Semana de Conscientização e Incentivo à Amamentação no Estado, Iracema Vale destacou a importância da doação de leite humano para salvar bebês, especialmente os prematuros extremos.

“Estamos no mês de maio, mês das mães, e acabamos de aprovar uma lei aqui na Assembleia que incentiva a amamentação”, afirmou a deputada, explicando que, na semana passada, fez questão de realizar uma visita ao Banco de Leite da Maternidade de Alta Complexidade do Maranhão.

“Fiquei muito feliz com esta visita, porque constatei que o trabalho da Maternidade de Alta Complexidade do Maranhão é primoroso, salva a vida de muitos bebês. Doar leite humano é um ato de amor e de responsabilidade, e todas as mulheres que puderem fazer esse gesto vão contribuir para salvar muitas vidas”, frisou a presidente da Alema durante entrevista aos radialistas Álvaro Luiz e Henrique Pereira.

Preservação

Iracema Vale destacou, também, a lei nº 12.095, de 11 de outubro de 2023, originária do Projeto de Lei 434/2023, de sua autoria, que trata da preservação e proteção da região dos Lençóis Maranhenses.

A lei prevê a contenção do avanço de novas lavouras destinadas ao cultivo de monoculturas na região, como plantações de larga escala de eucalipto e soja. O objetivo é coibir impactos ambientais significativos decorrentes desse tipo de atividade, como a perda de habitat, o aumento da poluição das águas e a degradação dos solos.

“Com a implementação desta lei, haverá um futuro mais sustentável para as comunidades locais e para as futuras gerações. Essa lei representa um passo fundamental na preservação deste importante ecossistema e na promoção do equilíbrio entre o desenvolvimento econômico e a conservação ambiental”, salientou a presidente da Assembleia.

O texto proíbe a plantação em larga escala nos municípios pertencentes ao Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses. Também não será permitida a abertura de novas áreas para monoculturas e a expansão de lavouras e plantações existentes em meio ao complexo natural.

Iracema explicou que a legislação cria, ainda, o Programa Estadual de Proteção e Desenvolvimento Sustentável dos Lençóis Maranhenses, que promoverá a delimitação e proteção de áreas prioritárias para conservação e recuperação de ecossistemas, o incentivo à implantação de sistemas agroflorestais e o estímulo ao ecoturismo e ao turismo sustentável.

Iracema Vale destaca ações de impacto do Parlamento Estadual no programa ‘Em Discussão’

Presidente da Alema, Iracema Vale concedeu entrevista aos radialistas Álvaro Luiz e Henrique Pereira, na Rádio Assembleia

Centro de Hemodiálise

Dentre outros assuntos, a deputada revelou uma importante conquista para a saúde da região, anunciando a construção do novo Centro de Hemodiálise no Hospital Regional de Barreirinhas. Com a construção já em andamento, a instalação desse centro especializado representa um marco significativo para a comunidade local e para os municípios circunvizinhos, como Paulino Neves, Tutóia e Santo Amaro.

O novo Centro de Hemodiálise trará alívio e conforto para pacientes que necessitam de tratamento renal na região, oferecendo serviços de alta qualidade e equipamentos modernos. A iniciativa visa atender não apenas os moradores de Barreirinhas, mas também aqueles que residem em áreas próximas, facilitando o acesso a cuidados de saúde essenciais.

Iracema Vale ressaltou a importância da parceria entre poder público e iniciativa privada para viabilizar projetos tão relevantes para a saúde da população. A expectativa é que a conclusão da construção e a entrada em operação do centro ocorram em breve, proporcionando um impacto positivo e duradouro na vida dos pacientes renais da região.

Ao final da entrevista, após falar de sua trajetória política e de sua atuação como presidente da Alema, a deputada deixou uma mensagem de otimismo e esperança:

“A minha mensagem aqui é para a população do Maranhão saber que à frente da Assembleia Legislativa tem a Iracema Vale, que é deputada estadual, firme, forte, valente em defesa dos direitos do povo do Maranhão. Mas, também, tem a Iracema mulher, mãe, pessoa normal, que está presidente da Assembleia.  Gosto de passar esta mensagem, para que os maranhenses fiquem tranquilos, que enquanto eu estiver aqui nesta Casa, estarei honrando cada voto dado pelo povo e a missão que os deputados confiaram a mim, para exercer a presidência deste Poder”, ressaltou.

Clique aqui e assista à íntegra da entrevista