Empresário Zito Rolim alerta que hoje pode faltar combustíveis nos postos de São Luís

Enormes filas nos postos para abastecer

O presidente da junta governativa do Sindicato dos Revendedores de Combustíveis do Estado do Maranhão (Sindcombustíveis-MA), empresário Zito Rolim, alertou hoje (25) que desde a quarta-feira (23), não houve a entrada de nenhum caminhão com combustível na capital maranhense. 

“A maioria do combustível chega pela BR-135 que está parada e desde ontem nenhum caminhão chegou por aqui. (…) Nós temos seis caminhões carregados desde ontem que estão que saem pela Vila Maranhão e estão parados. Não saem”, explicou o empresário.

A falta de gasolina e diesel na cidade é uma consequência direta do bloqueio no transporte do combustível pela BR-135 e pela Vila Maranhão, que dá acesso ao Porto do Itaqui. Segundo o Sindcombustíveis, já nesta sexta-feira (25) a maior parte dos postos de São Luís deve ficar sem gasolina.

Alguns postos fecharam por falta de combustíveis

 Postos secando

“Na BR-135 já tem mais de 20 postos secos. A maior parte dos postos que vendem gasolina estão secando. A maioria dos postos de São Luís trabalham com estoque de dois a três dias, em média. Então se não houver abastecimento, naturalmente amanhã já deve ter a maior parte dos postos secos”, declarou João Rolim.

Na tarde de quinta-feira (24), vários postos no Calhau, Olho D’agua, Ponta D’areia, Cohama, Anjo da Guarda e Angelim fecharam por falta de combustível para vender. Em outras cidades do Maranhão também há registros de escassez do produto em alguns postos.

Por outro lado, apesar de acordo do governo com os caminhoneiros ocorrido na quinta-feira (24) onde foi proposto a suspensão da greve da categoria no país, 14 trechos de rodovias federais no Maranhão permanecem bloqueadas. Os caminhoneiros no estado decidiram continuar em greve e não aceitaram a proposta.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.