Servidores do Detran denunciam diretor-geral e anunciam greve geral

O Sindicato dos Servidores, após frustração de todas as tentativas de negociação com a Diretoria do Detran, convocou toda a categoria para Assembleia Geral, a ser realizada no dia 08 de novembro de 2021, na qual será deliberada sobre a paralisação de todas as atividades do Detran em todo o Maranhão.

Os servidores, dentre outras reivindicações, cobram a *manutenção do auxílio-alimentação nos afastamentos legais*, como licença para tratamento de saúde e durante o período de gravidez, algo que sempre foi pago, mas que o Governo Flávio Dino quer retirar, além do congelamento dos salários por 8 (oito) anos e do auxílio-alimentação por 6 (seis).

Enquanto os servidores estão quase que passando necessidade, com inúmeros empréstimos consignados para poder sobreviver, a Diretoria do Detran paga cerca de R$ 16 milhões de reais somente para duas empresas de terceirização que na visão deles estão contratadas de forma ilegal, cujos contratos foram firmados e constantemente renovados de maneira escandalosa, inclusive à revelia do Ministério Público do Trabalho e da Justiça do Trabalho.

O Detran vive um de seus piores momentos, pois, além de CABIDE DE EMPREGOS, está servindo de trampolim eleitoral, sendo o gabinete do Diretor Geral um verdadeiro comitê político e balcão de negócios eleitoreiros.

Enquanto isso a sociedade padece com a precarização dos serviços, como as constantes quedas do sistema ou lentidão diária, a extrema dificuldade para a marcação de provas práticas, instabilidade no site (há meses), telefone sempre ocupado (poucos servidores) etc.

Segundo informações do sindicato, a greve é o único caminho para a moralização do Detran, a melhoria do atendimento à população e a valorização dos servidores públicos. (Da redação com informações do Diego Emir)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.