Tribunal da Justiça homenageia Sarney em seu próprio triplex, em São Luís

O luxuoso tríplex no exuberante Edifício Murano, na Península Ponta D’Areia, bairro mais nobre da capital maranhense, foi o local escolhido por quase uma dúzia de desembargadores do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJ-MA) para entregar uma placa ao ex-presidente da República emedebista José Sarney, que também foi senador, governador do Maranhão e é o político mais longínquo da historia da política brasileira.

A honraria dedicada pelos Togados nesta sexta-feira (22) chama-se Medalha Especial Cândido Mendes, mais alta comenda do Poder Judiciário Estadual. Participaram da “cerimônia” os desembargadores Lourival Serejo (presidente do Tribunal de Justiça), Paulo Velten (corregedor-geral da Justiça e presidente eleito do TJMA para o biênio  2022/2024), Jamil Gedeon e Jorge Rachid (autores da proposta de concessão da comenda), Bayma Araújo (decano do Tribunal de Justiça), Raimundo Barros, Vicente de Castro e Marcelino Everton.

Autoridades do Judiciário durante a entrega da medalha Cândido Mendes ao ex-presidente do Brasil, José Sarney.

Na oportunidade, os desembargadores enalteceram a história de José Sarney e sua importante contribuição para o Brasil e para o Maranhão como homem público comprometido com o desenvolvimento da Nação.

O ato de entrega da medalha a Sarney foi acompanhado pela sua esposa, Marly Sarney, pela sua filha e ex-governadora do Estado do Maranhão, Roseana Sarney e pelo desembargador federal Luis Gustavo Soares Amorim de Sousa, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), que é casado com Rafaela Sarney – filha de Roseana.

Autoridades do Judiciário durante a entrega da medalha Cândido Mendes ao ex-presidente do Brasil, José Sarney.

MEDALHA CÂNDIDO MENDES

A Medalha Cândido Mendes – idealizada pelo decano da Corte de Justiça Maranhense, desembargador Bayma Araújo –  é uma reverência ao jurista maranhense Cândido Mendes, que ganhou notoriedade nacional pelos estudos jurídicos e pelas ações em defesa das fronteiras do país.

A comenda máxima do Poder Judiciário do Maranhão foi criada pela Resolução nº 56, de 23 de outubro de 2013, e reverencia autoridades que se destacam no cenário estadual e nacional, incluindo desembargadores, conselheiros do Conselho Nacional de Justiça, governadores, ministros de tribunais superiores, ministros de Estado, senadores e presidentes da República.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.