Quatro motoqueiros morrem em colisões frontais com motocicletas, carreta e poste

Neste acidente, as motos bateram de fente e dois morreram

De acordo com informações prestadas pela Polícia Rodoviária Federa(PRF), o mais recente e grave acidente de trânsito deixou duas vítimas fatais, na manhã de domingo (8), na rodovia MA-122, que liga os municípios de Davinópolis a Imperatriz, na região Tocantina.

As vítimas foram identificadas como Thais Ribeiro Sá e Odilio Oliveira Torres, que estavam cada um em uma moto, e acabaram colidindo frontalmente e ocasionando o acidente fatal. Os corpos ficaram estendidos na rodovia e depois foram recolhidos pelo IML.

Os motoristas que passavam no local ainda pediram socorro, mas momentos depois os óbitos foram constatados pela Polícia Rodoviária. O ICRIM e o IML estiveram no local, realizaram a perícia e removeram os corpos. Os sepultamentos aconteceram na tarde de hoje.

Embriagado e sem CNH

Moises bateu a moto na traseira da carreta e morreu

A terceira vítima foi um motoqueiro identificado pela Polícia Rodoviária Federal como Moisés Ferreira de Sousa, de 30 anos, filho de Açailândia, que morreu vitima de um grave acidente, ocorrido no Km 665, da BR 222, no povoado Pequiá.

Os integrantes da equipe da Polícia Rodoviária que atenderam a grave ocorrência, acham que a alta velocidade da moto pode ter sido a principal causa da colisão. A velocidade máxima permitida no trecho BR- 222 é de 30 Km/h.

De acordo com a PRF, o  condutor da moto é de Açailândia, não era habilitado e morreu devido o forte impacto na traseira da carreta. Familiares da vítima informaram que ele teria ingerido bebida alcoólica antes de pegar a BR.

Ranilson bebeu, bateu a moto no poste e morreu

Sem Carteira de Habilitação 

A quarta vítima foi identificada como Ranilson Alves de Andrade, de 30 anos, natural de Montes Altos. Ele morreu ao bater sua motocicleta contra um poste, na noite de sábado (07), por volta das 20h, no Km 105 da BR 010, em Estreito.

Os familiares informaram Ranilson passou o dia pescando e bebendo no Rio Feio e, quando voltava para casa, saiu de pista. colidiu o poste na margem da rodovia e morreu. A PRF constatou que Ranilson Alves não possui Carteira de Habilitação.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.