Antônio Pereira é diplomado para o quinto mandato consecutivo de deputado estadual

O deputado Antônio Pereira (DEM), acompanhado da esposa Carol Pereira e  familiares, foi diplomado para o quinto mandato consecutivo de deputado estadual. A cerimônia foi no Centro de Convenções Pedro Neiva de Santana, na noite de terça-feira (18).

“Devemos esse mandato primeiramente a Deus e a todos  vocês nossos amigos. Essa foi a eleição que fiz com meus verdadeiros amigos. Minha gratidão a cada um, vamos honrar cada voto de confiança”, declarou Antônio Pereira ao receber o diploma.  

Na ocasião, Antônio Pereira agradeceu a Deus e aos amigos do Estado do Maranhão pelos 37.935 votos conquistados nas eleições do dia sete de outubro de 2018. Com o quinto mandato, o democrata se tornou decano na Assembleia Legislativa.

O diploma, entregue pelo TRE/MA, certifica que Antônio Pereira está com o registro de candidatura deferido e cumpriu todas as formalidades da Constituição Federal, tornando-o apto para a posse do seu mandato a partir de 1º de fevereiro de 2019.

Assecom/Deputado Antônio Pereira

Othelino Neto é diplomado para o terceiro mandato de deputado estadual

Acompanhado de familiares, o presidente da  Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Othelino Neto (PC do B), foi diplomado para o terceiro mandato de deputado estadual, durante cerimônia no Centro de Convenções Pedro Neiva de Santana, na noite de terça-feira (18).

“É sempre razão de muito emoção ser diplomado deputado estadual da minha terra. Mais um diploma que eu recebo e isso redobra o compromisso em continuar trabalhando pelo Maranhão”, acentuou o parlamentar.

Othelino Neto teve uma reeleição tranquila em 2018, recebendo mais de 60 mil votos de quase 30 municípios maranhenses, onde possui bases consolidadas.

O diploma, entregue pelo Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE/MA), certifica que o deputado está com o registro de candidatura deferido e cumpriu todas as formalidades previstas na Constituição Federal, tornando-o apto para a posse do seu mandato a partir de 1º de fevereiro de 2019.

A Justiça Eleitoral está de parabéns. Conduziu bem o processo, acompanhou, interveio, quando necessário, para evitar excessos dos candidatos, mas sempre deixando prevalecer as mensagens e a vontade do eleitor. Assim, a Justiça Eleitoral do Maranhão é exemplo para o Brasil”, avaliou Othelino.

Lançado edital para concurso da Câmara Municipal de São Luís

INSCRIÇÃO, TAXA E PROVA

A partir da próxima quinta-feira, dia 27 de dezembro, a Câmara de São Luís, estará recebendo as inscrições para o seu primeiro concurso público, que tem como objetivo preencher 116 vagas em cargos de níveis médio e superior, além da formação de cadastro de reserva. Os interessados têm até o dia 06 de fevereiro de 2019 para efetuar as inscrições. O salário vai de R$ 1.251,73 a R$ 4.089,99.

O valor da taxa de inscrição é de R$ 75,00, para cargos de nível médio e R$ 110,00, de nível superior. A ficha para a confirmação da inscrição estará disponível nos endereços: www.fsadu.org.br e www.sousandrade.org.br.

O certame será composto de prova escrita objetiva, a ser aplicada na data provável de 17 de março de 2019, na capital maranhense, além de prova de títulos, para os cargos de nível superior. O concurso terá validade de dois anos a contar da homologação do certame, podendo ser prorrogado uma vez, por igual período, mediante ato da Câmara de São Luís.

Ônibus atropela e mata idosa de 61 anos moradora da Vila Palmeira na Avenida dos Franceses

Uma idosa identificada como Diomar dos Santos Morais, de 61 anos, foi atropelada por um ônibus e morreu na Avenida dos Franceses, em São Luís. Ela era moradora da Vila Palmeira.

O acidente aconteceu por volta das 15h de segunda-feira (17). De acordo com a polícia, Diomar caminhava com a filha na calçada quando teria se desequilibrado e caído na avenida.

Após a queda, um ônibus da linha Ribamar-Praia Grande a atropelou. O motorista parou e aguardou a chegada da polícia, que tomou providências cabíveis acerca do caso.

A idosa chegou a ser socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas morreu após sofrer várias fraturas pelo corpo. O motorista do ônibus foi encaminhado para a Delegacia de Acidente de Trânsito (DAT). (G1)

Sargento da PM revela que recebeu R$ 100 mil para matar o prefeito de Davinópolis; mandante ainda não foi identificado

Para a polícia, mecânico “Boca Rica” foi o articulador do crime, os policiais assim como o pistoleiro “Gean Estrada”, foram os executores; O mandante e financiador do crime ainda estão sendo apurados.

Em uma acareação realizada na quarta-feira (12), o sargento Wilame Nascimento da Silva, lotado na Polícia Militar em Grajaú, admitiu conforme apuração do Jornal Pequeno, que o mecânico José Denilton Feitosa Guimarães, mais conhecido como “Boca Rica”, ofereceu R$ 100 mil para que o militar matasse o prefeito de Davinópolis, Ivanildo Paiva Barbosa (PRB). A vítima foi assassinada a tiros e cinco pessoas já foram presas por envolvimento.

O delegado Lúcio Rogério Reis, titular da Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP), que está na cidade de Imperatriz participando da força-tarefa para elucidar o crime, disse que o sargento confessou isso na frente de “Boca Rica”, durante a acareação. O militar já tinha admitido esta oferta de R$ 100 mil em depoimento prestado ao delegado Renilto Ferreira, da Delegacia Regional de Barra do Corda.

Wilame contou que estava em Grajaú, quando recebeu uma ligação do mecânico, para que ambos batessem um papo em Imperatriz. Lá, “Boca Rica” ofereceu a grana para que o policial executasse o prefeito de Davinópolis. O sargento disse que, naquele momento, não aceitou o dinheiro. Já Denilton, na acareação, negou que tenha oferecido os R$ 100 mil ao PM, mas confessou que a reunião com ele de fato aconteceu.

As investigações do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) apontam “Boca Rica” – que estava com tornozeleira eletrônica por uso de documento falso – como o articulador do crime e que o policial militar de Grajaú foi um dos executores, assim como o pistoleiro Gean Dearlen dos Santos Neres, o “Gean Estrada”. Os outros presos por envolvimento na morte de Ivanildo são o cabo Francisco de Assis Bezerra Soares, o “Tita”, da PM do Pará, e o motorista de Uber Douglas da Silva Barbosa, 21.

Douglas, conforme o delegado Lúcio, emprestou seu carro para que cerca de três suspeitos seguissem viagem até a fazenda do prefeito de Davinópolis, a fim de matá-lo. A fonte observou que os mandantes são da Região Tocantina, mas não se estendeu nas explicações não prejudicar as investigações, pois o sigilo é imprescindível para a elucidação.

O motorista do Uber, assim como os demais, está encarcerado por força de mandado de prisão temporária de 30 dias, que foram cumpridos nas cidades de Imperatriz e Grajaú, no Maranhão, e Dom Eliseu, no Pará, durante a terça-feira (11).

Com informações do Blog do Domingos Costa

Mais de 30 mil pessoas participam da festa em comemoração à reeleição de Rigo Teles em Barra do Corda

O espaço cultural em Barra do Corda ficou tomado por uma mar de gente, que se dirigiram ao local para comemorar a vitória do deputado estadual Rigo Teles nas últimas eleições. Segundo à organização, mais de 30 mil pessoas marcaram presença.

Logo cedo, por volta das 20h, o espaço cultural já se encontrava lotado, mas o que chamou atenção, foi por volta das 22h horas, quando, o ambiente foi tomado por completo pela multidão.

Nada Souza e Forró Destaque abriram a festa, direto do Trio Zews, em seguida, o cantor Thalles Lessa subiu no palco oficial e agitou a galera.

Ainda durante o evento, foi sorteado uma moto zero km, e quatro poupanças de mil reais.

Para fechar a noite com chave de ouro, o Cantor Jonas Esticado levou a multidão ao delírio com seus grandes sucessos.

“Estou muito feliz em comemorar este sexto mandato seguindo em minha querida cidade de Barra do Corda, onde devo todas essas vitórias ao povo da minha terra”, disse Rigo Teles.

“É um prazer imenso receber o convite do nosso deputado Rigo Teles para festejar sua vitória, e sempre muito bom retornar a Barra do Corda, cidade de um povo lindo e acolhedor”, disse Jonas Esticado.

Rigo Teles estava acompanhado por sua esposa Abigail Cunha, deputado federal Júnior Lourenço, vereadores João Pedro, Eteldo e Nem do Swan, dos prefeitos Adailton, Joãozinho e várias outras lideranças da região.(Minuto Barra)

Motorista desrespeita semáforo e causa acidente na Avenida Beira Mar em São Luís

Um motorista de veículo de passeio identificado como Luís Antônio Sousa Rodrigues desrespeitou um semáforo e acabou colidindo com outro veículo de passeio na madrugada desta segunda-feira (17) na Avenida Beira Mar em São Luís.

Segundo testemunhas, a colisão aconteceu por volta das 4:30 e ocorreu quando Luís Antônio atravessou a Ponte São Francisco sem respeitar o sinal de trânsito e acabou batendo em outro veículo, onde vinha um casal que transitava no sentido bairro Camboa e passava na Avenida Beira Mar.

Com o impacto, o carro de Luís Antônio foi parar do outro lado da avenida, deixando ele bastante ferido. Já o veículo que vinha o casal capotou e foi parar próximo do meio-fio da via.

Apesar do impacto entre os dois veículos, o casal teve apenas escoriações pelo corpo. Já o motorista Luís Antônio Rodrigues ficou gravemente ferido e precisou ser socorrido por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e logo em seguida encaminhado para o Hospital Municipal Djalma Marques (Socorrão I).(G1MA)

Aos 90, aposentado realiza sonho de fazer faculdade de Arquitetura

Após trabalhar por anos no Departamento de Água de Ribeirão Preto (Daerp) e no câmpus da Universidade de São Paulo (USP) na cidade do interior de São Paulo, onde conviveu com arquitetos e engenheiros, o aposentado Carlos Augusto Manço, de 90 anos, resolveu realizar seu sonho e cursar Arquitetura e Urbanismo.

O novo estudante acaba de ingressar no Centro Universitário Barão de Mauá, em Ribeirão Preto, onde vem se destacando pelo esforço e interesse nas aulas. “É um aluno muito dedicado”, diz a coordenadora do curso, Flavia Olaia. Ela conta que foi a neta Isabela que procurou a instituição a pedido do avô.

“Fizemos o possível para criar uma grade semestral um pouco menor e preparamos nossos docentes para recebê-lo”, explica a coordenadora.

Já Manço ou Carlão, como está sendo chamado por colegas, senta na primeira fileira da sala todos os dias e acha isso uma forma de ficar mais engajado nas aulas.

“Estou realizando um sonho e quero aproveitar“, justifica.

A ideia de fazer a graduação era antiga, mas questões financeiras o levaram apenas a um curso técnico na área de Desenho Industrial, sem afastar o gosto pela arquitetura. “Sempre gostei da profissão, até pelo contato que tinha com engenheiros e arquitetos no tempo que estive na USP”, falou.

Incentivo

Agora, com casa própria e a família formada, o desejo se tornou realidade e teve o incentivo dos dois filhos, oito netos e quatro bisnetos. Para eles, as aulas são também uma forma do patriarca não sentir a perda da mulher, que morreu no ano passado após mais de 60 anos de casamento.

Segundo a neta Isabella, a família não apenas apoia como também está muito orgulhosa ao vê-lo ir à escola nessa idade. “É um incentivo para a vida dele”, diz.

Além do desenho, Carlão é um apaixonado pelas orquídeas e já fez história entre os aficionados por estas flores em Ribeirão Preto. (Meio Norte)

Bebê nasce com franja branca em BH e faz sucesso nas redes sociais

Bebê nasce com franja branca em BH e faz sucesso nas redes sociais

‘Ser diferente é legal’, disse a mãe da criança; as duas têm piebaldismo, que causa uma desordem na produção da melanina.

O sucesso da bebê Mayah Aziz Oliveira começou na maternidade, ainda na sala de parto onde nasceu, em Belo Horizonte. “Ela está com luzes no cabelo”, exclamou surpreso o cirurgião, assim que a criança apareceu. “Quando veio o meu xeroquinho foi muito legal”, contou a publicitária e produtora de eventos Talyta Youssef, de 40 anos, mãe da criança. As duas têm piebaldismo, que causa uma desordem na produção da melanina, o pigmento que dá cor à pele.

A publicitária falou que foi um “reboliço” no Hospital Sofia Feldman já nos primeiros minutos da vida de Mayah, que completa 23 dias na quinta-feira (13).

“Quando ela nasceu, o cirurgião falou assim: ‘olha, ela está com luzes no cabelo’. E aí a gente entendeu que ela tinha vindo de mechinha, porque tem aquele tecido verde, que tampa a nossa visão. E aí foi um furdunço na sala de parto e foi todo mundo querendo ver. Aquele reboliço”, relatou.

E já na maternidade vieram as câmeras, celulares e os holofotes. “Lá na maternidade, as pessoas já começaram a tirar foto dela, e a visitar. Eu fiquei quatro dias internada e aí as enfermeiras, o pessoal da limpeza, o pessoal da equipe do Sofia [Feldman] começaram a ir visitar e a tirar foto. Aí essas fotos já começaram a rodar”, disse Talyta. A imagem da bebê chegou até a fotógrafa Paula Beltrão, que decidiu presentear a família com um ensaio.

Talyta Youssef e a bebê Mayah; as duas têm piebaldismo

A mãe da Mayah contou que achou “ótimo” o presente, já que ela e o marido chegaram há pouco tempo da Austrália e estavam se organizando financeiramente. “Eu achei ótimo. Eu até achei estranho e pensei: ‘nossa, será que é de graça mesmo?’”.

Depois das fotos da Paula, a Talyta disse que amigos de longa data a procuraram para contar que tinham visto a sua bebê. A produtora de eventos disse também que comentários de pessoas desconhecidas chegaram até ela.

“É engraçado isso. Até porque eu tenho [a mecha]. E na minha época isso não era legal. A mechinha e a manchinha no corpo eu escondia com base, com corretivo. Eu arrancava meus cabelos quando eu era criança pra não ter o cabelo branco na frente. E é engraçado hoje isso ser uma característica que causa curiosidade e bem querer nas pessoas”, comentou a publicitária.

Bebê Mayah é recém-nascida e já faz sucesso na internet

‘Ser diferente é legal’

Talyta relatou que sofeu bullying na infância e na adolescência por causa do piebaldismo e que só começou a se relacionar bem com a mecha já na fase adulta, com uns 25 anos.

“Foi bem na fase adulta que eu entendi que isso poderia ser legal, principalmente a do cabelo. A do cabelo foi um pouco antes que eu percebi que ser diferente seria legal. Eu era única. E aí eu comecei a usar isso ao meu favor. E aí eu comecei a virar o jogo pra mim. E eu acho muito interessante isso ser a ferramenta que faz as pessoas terem ternura por ela”, destacou.

A mãe da pequena celebridade acredita que a filha não vai passar pelas mesmas dificuldades que ela.

“Ela vai ver como isso é bacana e que ela tem uma mãe e um pai super amorosos, super bem resolvidos com isso. Então o ambiente que ela vai crescer é um ambiente diferente do que eu cresci, que você não tinha tanto acesso à informação, pouco se falava de autoestima, pouco se falava de especificidades, que ser diferente é legal, que você não precisa estar massificado, estar como todo mundo pra ser aceito”, opinou Talyta.

A dermatologista Ana Cláudia de Brito Soares, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, disse que é preciso que as escolas conscientizem as crianças sobre o piebaldismo. “É a oportunidade de ensinar aos meninos que existem essas coisas, que isso não faz ninguém pior ou melhor do que ninguém. Diminui o preconceito, a criança fica bem, a autoestima da criança é preservada”, comentou.

Família ganhou ensaio de presente da fotógrafa — Foto: Paula Beltrão

A especialista afirmou que piebaldismo é uma doença genética, autossômica dominante, que significa que ela passa de uma geração para outra.

Você tem uma desordem no desenvolvimento dos melanócitos, que são as células que produzem a melanina, que é o pigmento que dá cor à pele. O piebaldismo é caracterizado por uma mecha de cabelinho branco e uma área em forma de triângulo de despigmentação da pele, normalmente na testa”, explicou.

De acordo com Ana Cláudia, é muito importante proteger a área com filtro solar, um boné ou um chapéu. “Lembrar de proteger muito a área do triângulo, porque aquela área não tem pigmento, não tem proteção contra a queimadura solar”, destacou.

Certamente, a mãe da Mayah não terá dificuldades para cuidar da bebê. O piebaldismo acompanha a família há algumas gerações. O avô, uma tia e a mãe da Talyta tinham a mecha característica.

Por Pedro Ângelo, G1 Minas 

Câmara de Raposa aprova concessão do título de Cidadão ao juiz Osmar Gomes dos Santos

Por unanimidade, a Câmara Municipal de Raposa aprovou, na manhã de sexta-feira (14), o projeto de resolução de autoria do presidente daquela casa legislativa, Beka Rodrigues (PC do B), concedendo título de cidadania ao juiz de direito da Comarca de São Luis,  Osmar Gomes dos Santos.
Em sua justificativa, Beka Rodrigues destaca que Osmar Gomes tem relevantes serviços prestados à comunidade de Raposa, levando-se em conta que foi juiz eleitoral de Paço do Lumiar, e  Raposa,  executando um trabalho marcado pela lisura, imparcialidade e responsabilidade.
O vereador ressalta ainda que a fascinante história de vida do magistrado justifica a concessão da cidadania. De origem humilde, nasceu na cidade de Cajari, filho do lavrador José Basílio dos Santos e da doméstica Maria Gomes dos Santos. Ficou órfão de pai, ainda muito criança e, aos 9 anos, foi  para São Luis, onde atuou como jornaleiro, flanelinha, vendedor de pão cheio e ajudante de pedreiro.
Beka ressalta ainda: “Ele  rompeu as barreiras da pobreza com muito estudo e dedicação. Estudou em escolas públicas e cursou Direito na Universidade Federal do Maranhão. Foi depois professor do Centro Caixeiral e do Colégio Pentecostal Cândido Rodrigues e foi advogado do Bradesco na Regional Maranhão/Piauí. Foi aprovado ainda em concurso para delegado de Polícia Civil chegando aos cargos de assessor chefe da Secretaria de Segurança e Coordenador de Polícia Especializada”, afirmou Beka Rodrigues.
O presidente da Câmara assegura ainda que o juiz tem uma carreira marcada pela superação e pelo brilhantismo.  “Ele ocupou vários cargos de destaque na vida pública, a exemplo da Chefia de Gabinete e de Procurador-Adjunto da Câmara Municipal de São Luis. Hoje, ele é titular da Primeira Vara do Tribunal do Júri da Capital, já tendo sido diretor do Fórum Desembargador Sarney Costa, Foi, também, membro substituto do Tribunal Regional Eleitoral”. Como podemos observar, é uma biografia irretocável”, afirma Beka Rodrigues.
Na concepção do presidente da  Câmara de Raposa, Osmar Gomes, que é pós graduado em Administração e Direito Civil, Direito Processual Civil,Direito Penal e Processual Penal, Direito Eleitoral e Direito Constitucional, e doutorando em Ciências Jurídicas e Sociais pela Universidade Del Museo  Social Argentino e faz mestrado em Garantismo e Processo pela Universidade de Girona, na Espanha, é um exemplo de luta e desprendimento”, acentua.
 “O juiz Osmar Gomes é um exemplo de luta, de dedicação e de superação.  Ele é também escritor, com obras lançadas nas áreas do Direito Eleitoral e de poemas. Atualmente, é articulista do jornal O Imparcial e membro das Academias Ludovicense de Letras, Maranhense de Letras Jurídicas e Matinhense de Ciências, Artes e Letras e integra a Associação Brasileira por um planeta Verde”, acrescenta Beka Rodrigues.
Finalizando, Beka Rodrigues diz que o magistrado reúne todos os atributos que o colocam como merecedor de tal distinção, revelando que Osmar Gomes reside em Raposa, no Jardim das Oliveiras. “A Raposa se sente orgulhosa em poder ter como conterrâneo, tão brilhante e ilustre figura”, afirmou.