ASSISTA!!! Pastor da Igreja Universal do Reino de Deus detona Fernando Haddad

Fernando Haddad, candidato do PT à Presidência da República, subiu o tom contra seu adversário, Jair Bolsonaro (PSL), e aliados do capitão reformado. Após participar de uma missa em uma igreja católica no Jardim Ângela, zona sul de São Paulo.

O candidato  petista classificou como “fome de dinheiro” o apoio dado ao candidato Jair Bolsonaro,  pelo bispo Edir Macedo, líder da Igreja Universal do Reino de Deus e dono da TV Record. Haddad também o chamou o líder religioso da Igreja Universal de “charlatão”.

Nota de repúdio

A Igreja Universal respondeu a Haddad. Por meio de uma nota de repúdio, publicada em sua página na internet, a instituição afirmou que as declarações são caluniosas e preconceituosas.

“Com sua fala criminosa, o ex-prefeito de São Paulo desrespeita não apenas os mais de sete milhões de adeptos da Universal apenas no Brasil, mas todos os brasileiros católicos e evangélicos que não querem a volta ao poder de um partido político que tem como projeto a destruição dos valores cristãos, como a família, a honra e a decência.”

A IURD lembrou do apoio que Edir Macedo prestou ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e à ex-presidente Dilma Rousseff nas eleições de 2006 e 2010. “O apoio era muito bem-vindo. Agora, quando o líder espiritual da Universal declara que seu candidato é Jair Bolsonaro, o Bispo Macedo deve ser ofendido de forma leviana?” (Veja)

Confira o vídeo:

FEDERAÇÃO DOS PREFEITOS!!!!! Boa gestão credencia reeleição de Cleomar Tema

O prefeito Cleomar Tema, da cidade de Tuntum, estabeleceu-se como candidato natural à reeleição para a presidência da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (Famem), biênio 2019/20. Tema, nestes quase dois anos, vem executando um trabalho transparente e focado no fortalecimento das cidades maranhenses.

Paralelo a isso, o líder municipalista promoveu uma aproximação institucional saudável e importante entre os gestores municipais, o governo do estado, órgãos de controle externo e os deputados e senadores maranhense que atuam em Brasília. Foram várias as ações e vitórias obtidas na atual gestão de Cleomar Tema.

Foi graças a uma articulação da Famem, que, pela primeira vez na história, parlamentares destinaram diretamente ao setor da Saúde dos municípios emendas de bancada. A Federação ganhou uma nova sede, bem estruturada e equipada para receber bem prefeitos e prefeitas de todas as regiões.

A gestão Cleomar Tema ampliou o oferecimento de cursos de capacitação gratuitos destinados aos técnicos municipais. Tal medida já beneficiou quase 1.400 assessores e vem contribuindo, sobremaneira, para qualificar as administrações, tornando-as mais eficientes e ágeis.

Aumento do FPM

A entidade propôs ao Tribunal de Contas do Estado do Maranhão (TCE/MA), de maneira inédita, a retirada dos programas federais dos limites de gasto com pessoal das prefeituras. O mecanismo está sendo analisado pela Rede de Controle.

Realizando visitas permanentes à Brasília, Tema mobilizou deputados e senadores, que votaram a favor do aumento de 1% no Fundo de Participação dos Municípios (FPM) para setembro.

Destaque também para a luta que resultou na implantação do Custo Aluno Qualidade inicial, bem como o parcelamento da devolução dos recursos retirados das prefeituras por força do ajuste do Fundeb, em 2017.

PEC corte de contas 

Junto à Assembleia Legislativa, o atual presidente conseguiu que fosse iniciado o processo de análise da Proposta de Emenda Constitucional que limita atos da Corte de Contas, evitando, desta forma, ingerência externa nas administrações municipais.

A intermediação da Famem perante o governo estadual também permitiu que diversos municípios recebessem novos investimentos na saúde, tais como ambulâncias e unidades de atendimento. Outra vitória importante obtida por Cleomar Tema é o processo de habilitação de 117 municípios maranhenses na gestão plena do sistema de saúde.

“Muitas foram as conquistas alcançadas nestes quase dois anos, é verdade. No entanto, temos a consciência de que muito ainda precisa ser feito pela municipalidade. E é por isso que queremos permanecer e continuar executando este trabalho em favor das cidades de nosso estado”, afirmou o presidente.

Servidora pública denuncia que foi brutalmente espancada após criticar Bolsonaro

Agressões ocorreram em um bar de Recife, no último domingo.

A servidora pública Paula Pinheiro Ramos Pessoa Guerra, de 37 anos, afirma ter sido espancada em um bar em Recife, no Pernambuco, após criticar ideias do candidato Jair Bolsonaro (PSL).  As agressões teriam ocorrido no último domingo. A reportagem com o relato foi publicada pelo jornal “Folha de S. Paulo”.

Paula Pinheiro diz que foi agredida por uma mulher que estava em uma mesa de apoiadores do capitão reformado do Exército. Enquanto era esmurrada, outros três homens imobilizaram os garçons do local e uma pessoa que a acompanhava. A servidora fraturou o rádio e foi submetida a uma cirurgia na noite do domingo. Paula está com hematomas no rosto e escoriações em todo o corpo.

Paula relata que havia uma mesa com quatro pessoas. Após iniciar a conversa sobre as ideias de Bolsonaro, conta que dois homens passaram a falar de mulheres em um tom bastante agressivo.

“Foi tão agressivo que eu filmei com o meu celular. Depois, fui para a minha mesa. Uma mulher que estava com eles se dirigiu a mim, mandou eu levantar e já me deu um murro no rosto. Caí no chão e comecei a ser espancada. Só a mulher me agrediu. Entrei em pânico”, diz.

Nesse momento, de acordo com Paula, outros três homens que acompanhavam a agressora imobilizaram os garçons. “A pessoa que estava comigo também foi imobilizada. A mulher, após várias agressões, estourou o meu celular no chão. Eu não lembro direito de tudo o que ocorreu porque fui muito agredida”, contou.

Fonte: G1

Primeiro cego eleito deputado no Brasil é engenheiro e conquistou 84 mil votos

Aos 6 anos, Felipe Rigoni começou a sofrer um longo processo de infecções que resultou em um colapso ótico, com quatro deslocamentos de retina e 17 cirurgias. Nove anos depois, ele estava cego. Hoje, aos 27, ele é o primeiro deficiente visual a ser eleito para o Congresso Nacional – com mais de 84 mil votos. “Na vida, você tem a liberdade de escolher que atitude tomar diante das circunstâncias”, disse Rigone.

Claro, o otimismo não foi uma reação imediata. “O baque foi brutal”, recorda. No começo, Rigone entrou em depressão profunda e engordou 140 quilos. “Eu comecei a contestar o meu valor como pessoa. Por que aquilo estava acontecendo comigo?”.

Aos poucos e com a ajuda de familiares e amigos, Rigone foi redescobrindo a própria força e decidiu se dedicar a ser uma pessoa melhor. Primeiro, fez faculdade de Engenharia Mecânica em Ouro Preto, Minas Gerais. “Eu adorava a vida de república em Ouro Preto, de tomar uma cervejinha com os amigos e tudo o mais”. Além disso, aprendeu a tocar violão e virou faixa marrom em jiu-jítsu. “Agora que a campanha acabou, vou voltar para o jiu-jítsu”, diz.

Mas foi após um curso de coaching em desenvolvimento humano que ele começou a se interessar por política. “Me candidatei a vereador por minha cidade (Linhares, no Espírito Santo), em 2016. Honestamente, foi bom não ter entrado naquela vez. Naquela época, eu seria uma voz sozinha e ainda inexperiente na política. De político despreparado o País está cheio.” Depois dessa experiência, ele partiu para um mestrado em políticas públicas em Oxford, na Inglaterra.

Quando voltou da Inglaterra, resolveu tentar de novo. Rigone entrou para o movimento Acredito (renovação na política), foi um dos bolsistas do RenovaBr e líder da Fundação Estudar. “Costumo dizer que não sou muito bom em ser cego. Não uso bengala, não me dei bem com cão guia e não gosto muito de ler em braile. O que eu faço mesmo é viver rodeado de pessoas”, afirma.

Depois de eleito, ele conta que já recebeu uma ligação de funcionários da Câmara dos Deputados para saber o que ele iria precisar em termos de acessibilidade para exercer o seu mandato. Por enquanto, o único pedido de Rigone foi, segundo ele, a colocação de sinais táteis no painel de votação e a instalação de um software de leitura nos computadores do seu futuro gabinete.

Eleito pelo PSB capixaba, Rigone promete cortar metade dos cargos que o seu gabinete tem direito e selecionar os funcionários através de um processo seletivo. Ele pretende também atuar pela educação básica e pela igualdade de oportunidade para todos. “Mas o meu trabalho inicial será em prol de uma reforma tributária”, diz.

Sobre o segundo turno das eleições presidenciais, o futuro deputado diz que “o Brasil está na pior situação possível”. Para ele, nem Fernando Haddad (PT) e nem Jair Bolsonaro (PSL) são as respostas que o País precisa. Rigone garante que não irá anular o voto, mas não pretende declarar em qual dos dois deve votar.

Cego desde os 15 anos, conta que, eventualmente, pede para que algumas pessoas descrevam os políticos com que ele vai lidar. “Mas, na maioria das vezes, eu apenas escuto. Tenho uma habilidade de entender o estado de espírito de quem fala comigo. Sei se está feliz, se está triste, se está mentindo…Não me interesso muito pela parte física, mas muito mais pelo caráter”, afirma.

A deficiência visual será uma barreira no Congresso Nacional?

Não. A Câmara é bastante acessível e já me ligaram dizendo da colocação de sinais táteis no painel de votação. Sou uma pessoa bastante sensível. Pela voz das pessoas consigo entender tudo o que está acontecendo ao meu redor.

Quais são suas principais propostas como deputado federal?

O meu trabalho inicial será em prol de uma reforma tributária. Mas também vou atuar pela educação básica e pela inclusão. Acredito em igualdade de oportunidades.

No segundo turno, você pretende votar em Bolsonaro ou Haddad?

Esse foi o pior dos resultados para o Brasil. Não acredito na política de nenhum dos dois. Mas nunca anulei um voto. Vou votar em um deles. Mas meu voto não será declarado. (Terra)

Daniela Tema e Cleomar Tema agradecem ao povo pela vitória nas urnas

A deputada estadual eleita Daniella Tema (DEM), e o esposo, o prefeito de Tuntum e presidente da FAMEM, Cleomar Tema agradecem ao povo do Maranhão pela expressiva vitória conquistada nas urnas no último dia. O casal dedica o resultado das urnas aos mais de 40 mil eleitores que sufragaram o nome de Daniella para representá-lo na Assembleia Legislativa a partir de janeiro de 2019.

Daniella e Tema afirmam que a campanha se transformou numa dura batalha, numa jornada extenuante, mas ao mesmo tempo satisfatória, em decorrência do estreitamento do contato com o povo, em todas as regiões do Estado. “Foi um bom combate, onde pude, pela primeira vez estabelecer esse contato corpo a corpo com povo do meu Estado”, afirmou a parlamentar eleita.

“Tive uma grande e saborosa experiência, sempre com o apoio do povo e do meu esposo, grande companheiro, grande incentivador e um grande professor, o Tema, uma das principais lideranças políticas do Estado. Os maranhenses podem esperar um mandato voltado para as classes menos favorecidas. Vou retribuir com muito trabalho essa demonstração de confiança que o povo mostrou para comigo”, afirmou Daniella Tema.

Já o esposo da deputada eleita, Cleomar Tema, destacou que mais uma vez teve o apoio popular e falou um pouco sobre sua trajetória política, iniciada em 1990, quando se elegeu prefeito de Tuntum, sem jamais haver experimentado o gosto amargo de uma derrota.

Em quase três décadas de vida pública, Cleomar Tema, que está no quinto mandato de prefeito em sua cidade e no terceiro como dirigente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (FAMEM), ressalta que isso é o fruto de uma constante busca do melhor para o povo, da conciliação e em razão de fazer o que gosta.

Em todas as campanhas que participou, ele saiu vitorioso, seja apoiando candidatos ao governo do Estado, ao Senado da República, à Câmara Federal, Assembleia Legislativa e à prefeitura de Tuntum. Por conta dessa vitoriosa trajetória, ela emite mais uma vez agradecimento ao povo maranhense pela vitória de sua esposa, Daniella Tema, como deputada estadual.

Othelino faz avaliação positiva das eleições, agradece votação e visita Famem

Othelino Neto agradeceu pelos 60.386 votos recebidos

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Othelino Neto (PCdoB), fez, na terça-feira (9), uma avaliação positiva das eleições e aproveitou para agradecer a votação expressiva que recebeu (60.386 votos), assegurando-lhe a reeleição como o quinto mais votado.

“Quero agradecer ao povo do Maranhão pela minha reeleição. Foi o reconhecimento do trabalho que fizemos nos últimos quatro anos. Além disso, o povo deu uma maiúscula vitória ao nosso campo político, com a reeleição do governador Flávio Dino (PCdoB), no primeiro turno, e com a eleição dos senadores Weverton Rocha (PDT) e Eliziane Gama (PPS). Foi uma sinalização objetiva e clara de quem está gostando desse novo modelo político que vem sendo implantado no Estado”, assegurou.

“O Maranhão está mudando para melhor e agora os maranhenses avalizaram isso”, enfatizou. Othelino Neto fez um agradecimento especial aos seus eleitores. “Eu fico muito grato pela minha vitória. A votação foi muito boa e agradeço a cada um dos meus eleitores, dos municípios que tive mais votos aos que tive menos. Fico feliz que o povo do Maranhão tenha reconhecido o meu trabalho, me permitido continuar na Assembleia”, afirmou.

Othelino destacou a eleição de Weverton para o Senado

O presidente da Assembleia fez também uma saudação aos novos deputados eleitos e aos reeleitos. “Tenho certeza de que os novos deputados que vão chegar aqui vão somar muito e ajudar muito o Maranhão, como os atuais estão fazendo”, manifestou.

Sobre a bancada feminina na  Assembleia Legislativa, Othelino disse que é preciso aumentar mais a representação da mulher na política. “Torço para que isto aconteça nas próximas eleições, tanto na Assembleia quanto na Câmara Federal. Esperamos que as mulheres ocupem mais espaço na vida pública maranhense. A boa notícia é a eleição da senadora Eliziane”, finalizou.

Othelino visitou a Federação dos Prefeitos do Maranhão

Visita à Famem

“Estarei à disposição, me disponibilizando para suas demandas. Com essa vitória, superamos mais uma etapa em nossa trajetória política”. Essa foi a afirmação feita pelo presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Othelino Neto (PC do B), na sede da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (FAMEM), onde ele esteve na manhã desta terça-feira (9), acompanhando o senador eleito Weverton Rocha (PDT).

Abordado por um grupo de jornalistas, Othelino Neto fez um rápido balanço das eleições e afirmou que a vitória do governador Flávio Dino, no primeiro turno, foi um recado do povo, dizendo nas urnas que reconhece o trabalho do chefe do Executivo do Maranhão.

Também destacou a vitória do deputado federal Weverton Rocha para o Senado, como uma renovação na política do Maranhão. “É uma transição de gerações. Temos  no senador eleito Weverton Rocha, a garantia de que o povo maranhense agora\saberá para que serve um senador”, afirmou o  presidente do Legislativo Estadual.

O presidente da Assembleia Legislativa, Othelino Neto, afirmou  ainda que o deputado Weverton Rocha, agora senador eleito, tem uma larga estrada, um grande futuro na política do Maranhão.

Astro de Ogum mostra força ao eleger aliados entre os mais votados em São Luís

O presidente da Câmara de São Luís, Astro de Ogum (PR), foi um dos vitoriosos na eleição. Fez de seu aliado Hélio Soares (PR), o décimo primeiro deputado estadual mais votado na Capital, com 9.070 votos.

Além disso, Astro também ajudou a eleger o ex-secretário Márcio Jerry (PCdoB) em São Luís na disputa por uma das 18 vagas na Câmara dos Deputados, colocando o comunista na quarta posição dos mais votados com 17.246 votos.

A propósito, o resultado da eleição deste ano na cidade antecipou o debate sobre 2020. Demonstrando um desejo de disputar a prefeitura, Astro também mostrou força politica no confronto direto com o prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT), que apoiava a candidatura à reeleição do pai – deputado estadual Edivaldo Holanda (PTC) e seu aliado Pedro Lucas (PTB), na disputa pela Câmara Federal.

Mesmo com uma mega estrutura do Palácio de La Ravardière, Edivaldo Júnior fracassou com a candidatura do seu genitor, que mesmo ocupando a quarta posição entre os mais votados na capital, acabou ficando apenas na primeira suplência da coligação. Vibrante com os resultados deste ano, o chefe do legislativo terminou as eleições de 2018 largando na frente do chefe do executivo na disputa de daqui a dois anos.

Rigo Teles agradece ao povo pelo sexto mandato consecutivo na Assembleia Legislativa

O deputado Rigo Teles (PV) – reeleito para o seu sexto mandato na Assembleia – agradeceu ao povo do Maranhão pelos 43.663 votos conquistados nas eleições de 2018. Agora, Rigo Teles é o único deputado com seis mandatos consecutivos na Assembleia.

“Nossa campanha foi nos braços do povo, de mãos dadas com amigos. Chegamos ao sexto mandato graças ao empenho do  grupo. A vocês que nos acolheram com tanto amor e carinho em suas casas, meu muito obrigado e um abraço apertado, de coração”, disse.

Rigo Teles prometeu honrar cada voto depositado pelo povo e garantiu que continuará trabalhando pelo Maranhão. “Meu compromisso é levar dignidade, esperança e dias melhores para nossa gente. Rigo Teles é seu deputado estadual”, afirmou o parlamentar.

Confira o vídeo: 

Assecom/Deputado Rigo Teles

1º senador gay do Brasil eleito com um milhão de votos é casado e pai de dois filhos

Fabiano Contarato é o primeiro senador abertamente gay.

O primeiro senador assumidamente gay do Brasil é do estado do Espírito Santo.  Fabiano Contarato, foi um dos eleitos com 31,15% da preferência, o que em números reais significa: 1.117.036 dos votos válidos.

Além de ser o primeiro senadorabertamente gay do país, a vitória de Contarato tem um sabor a mais por conseguir derrotar seu principal concorrente, o senador Magno Malta, conhecido pelas suas posições conservadoras, contrárias aos Direitos LGBT, e tido por muitos como homofóbico.

Graduado em Direito pela Universidade Vila Velha (UVV), o novo senador é casado e pai de duas crianças. Fabiano trabalha como professor, palestrante, ativista humanitário e delegado da Polícia Civil desde 1992.

“Passou da hora do Espírito Santo ter o papel de protagonista do Senado Federal. Isso pode ter certeza que eu estando no Senado Federal, isso vai acontecer. Eu darei a minha vida para dar dignidade para essa população menos favorecida, para fortalecer os municípios do interior”, disse Fabiano.

A segunda vaga para o Senado no estado vai ser ocupada por Marcos do Val (PPS),  eleito com 863.359 votos (24,08%).

Policial que matou o ladrão na porta da escola da filha é eleita deputada federal com 264 mil votos

A policial Kátia da Silva Sastre, 42 anos, que ficou conhecida nacionalmente por matar um ladrão em frente a uma escola em Suzano, na Grande São Paulo, foi eleita deputada federal. foi a sétima mais votada no estado de São Paulo.

Com 100% das urnas apuradas, ela recebeu 264.013 votos, o equivalente a 1,25% dos válidos. Ao todo, São Paulo elege 70 deputados federais.

Utilizando o nome de Policial Katia Sastre na urnas, a PM se envolveu em uma polêmica durante a campanha. Ela utilizou o vídeo em que mata o assaltante para pedir voto ao eleitor. Ela compartilhou o vídeo no Facebook, no começo de setembro. “Atirei, e atiraria de novo”, diz a candidata.

O vídeo foi divulgado pela cabo Kátia com legenda. Nele, o criminoso chega apontando uma arma e dizendo “perdeu seu filho da…”. Na sequência, a candidata anuncia que é “polícia” e atira nele, que acaba morrendo.  Vestida com trajes militares, ela diz que sua fillha e outras crianças estavam na mira do bandido e que agiu como policial e mãe.

“Vou ter sempre a mesma atitude no combate ao crime. Coragem eu tenho”, conclui. PCB e PSol entraram com representação na Justiça Eleitoral para tentar tirar o vídeo do ar, mas o TRE-SP liberou a propaganda.

Confira o vídeo da morte do ladrão: