Caminhoneiros confirmam greve a partir desta segunda-feira

O presidente do Conselho Nacional do Transporte Rodoviário de Cargas (CNTRC), Plínio Dias, confirmou que os caminhoneiros irão paralisar as atividades “por tempo indeterminado” a partir desta segunda-feira (1). “É prazo indeterminado até o governo chamar, o senhor presidente Bolsonaro, chamar o conselho e também juntamente com a categoria, para a gente fazer uma reunião aberta, para decidir o que vai acontecer com a nossa pauta. Da maneira que está, ninguém vai trabalhar, não”, disse Dias, de acordo com reportagem do site Congresso em Foco.

Segundo ele, a orientação é que as rodovias sejam totalmente interditadas, sendo permitida a passagem apenas ônibus e caminhões com insumos hospitalares que estejam transportando cargas vivas. A pauta de reivindicações da categoria envolve a redução no preços dos combustíveis, direito a aposentadoria especial, melhoria nas condições de trabalho, entre outros pontos.

A estimativa da CNTRC é que a greve deverá contar com uma adesão de até 80% dos caminhoneiros. Segundo dias, a situação atual da categoria é pior que a que desaguou na greve de 2018. “As nossas pautas, que a gente trabalhou em 2018, a gente ganhou e não levou. O que funciona é só o eixo erguido do pedágio, pra não pagar. Todas as reivindicações de 2018 não vingaram, só uma, que é a do eixo erguido”, afirmou.

Dois famosos advogados de Imperatriz morrem de Coronavírus em uma semana

Dois advogados Imperatrizenses morrem por covid-19 nesta semana

Faleceu na manhã do último sábado (30), por complicações da Covid-19, o advogado Richardson Merrell de Araújo Moreira. Richardson Moreira era casado e pai de cinco filhos.

O advogado estava internado na UTI do Macrorregional de Imperatriz lutando contra a doença há alguns dias.

Na noite de sexta-feira (29), amigos e familiares se concentraram na frente do hospital realizando orações pela vida do advogado.

Na última quinta-feira (28), o advogado Altair Lacroix também faleceu por covid-19 em Imperatriz, depois de lutar contra a doença.

Por meio de nota, a Seccional OAB de Imperatriz lamentou a morte dos advogados e se solidarizou com o sofrimento dos familiares.

Presos suspeitos de matar coronel da PM no Residencial Pinheiro, em São Luís

O Tentente-Coronel Ronilson foi morto a tiros na tarde da quinta-feira (28), após reagir a uma invasão para tentativa de roubo em sua casa, no Residencial Pinheiro, em São Luís.

A Polícia Militar prendeu, na sexta-feira (29), três suspeitos pelo assassinato do tenente-coronel da PM Ronilson Gomes Pinto, de 46 anos. Dois dos suspeitos foram presos pela manhã por policiais durante diligências que ocorriam desde o momento do crime.

Polícia investiga morte de tenente-coronel da PM em São Luís como caso de latrocínio | Maranhão | G1

O terceiro teria se apresentado na delegacia na companhia de um advogado e recebeu voz de prisão no local. O quarto suspeito de participar do crime ainda não foi localizado.

Urgente! Tenente coronel da PM é executado em São Luís | Luís Cardoso – Bastidores da Notícia

O crime ocorreu durante uma tentativa de assalto, após os criminosos invadirem a casa do tenente-coronel para realizar um assalto, quando houve a reação por parte do policial e a troca de tiros, que resultou na morte dele.

Ronilson foi morto a tiros na tarde da quinta-feira (28), em sua casa, no Residencial Pinheiro. Após o crime, os bandidos fugiram do local levando a arma e o carro de Ronilson que foi abandonado ainda nas proximidades.

O tenente-coronel foi sepultado também na sexta-feira (29), em clima de grande comoção. O caixão com o seu corpo foi transportado por um carro do Corpo de Bombeiros até o cemitério.

Cidade Operária lidera o número de mortos pelo Coronavírus em São Luís

Com 248 casos e 52 óbitos, a Cidade Operária é o bairro com o maior número de mortes por coronavírus na capital, segundo link Covid-19 da página oficial da prefeitura de São Luís na internet.

Pesquisas apontam a alta incidência das comorbidades que provocam a morte pela Covid-19, entre as populações expostas à privações sanitárias e socioeconômicas, iguais as enfrentadas pela maioria dos moradores do bairro. 

Não é por coincidência que o número de mortos na área nobre na capital, embora bastante atingida pela pandemia, seja bem menor do que na periferia.

O Renascença e o Calhau, são dois exemplos dessa situação.

Com 324 e 220 contaminados, vieram à óbito 17 e 9 pessoas, respectivamente, nesses logradouros de gente fina.

Daí não ser surpresa, os últimos, os excluídos, os pobres, os negros… serem os primeiros uma vez na vida.

Confira

A lista completa Aqui

Antes limitada aos números de casos, a inédita iniciativa da Secretaria Municipal de Saúde E dar visibilidade ao número de mortos por cada bairro, merece todo o nosso respeito.

Ocultar os recuperados, os óbitos e os em tratamento, e divulgar somente os casos positivos, além de não germinar o medo, na medida certa em que se torne um aliado das ações preventivas, aumenta a dificuldade de convencer as pessoas a ficarem em casa e quando saírem, sempre, sempre usarem máscaras.

Uma pandemia, que não bate na porta, não mata um vizinho e que só aparece na televisão, com televisão se parece.

Com informações do Blog do Garrone

Câmara Municipal retorna às atividades legislativas nesta terça-feira, 2

Uma sessão solene que será realizada às 9h, marcará o início dos trabalhos no legislativo municipal. Em virtude da pandemia de Covid-19, foram adotadas medidas restritivas

Atividades na Câmara de São Luís serão retomadas na segunda-feira

As atividades legislativas na Câmara Municipal de São Luís serão retomadas nesta terça-feira, dia 2. Uma sessão solene que será realizada às 9h, marcará o início dos trabalhos do Legislativo Municipal, no Plenário Simão Estácio da Silveira, na capital maranhense.

Em virtude da pandemia causada pelo novo coronavírus, a sessão desta terça-feira terá restrições. Ela será realizada de forma híbrida, ou seja, parte dos vereadores estarão no plenário, enquanto o restante fará parte do momento solene por meio de videoconferência. Além disso, no plenário, será obrigatório o uso de máscaras e respeitado o distanciamento social, conforme as recomendações das autoridades médicas e sanitárias.

Renovação – A Câmara Municipal de São Luís teve uma renovação parlamentar de 48% após as eleições do ano passado. Nessa perspectiva, são grandes as expectativas para a retomada das atividades nesta nova legislatura que está se iniciando. Além disso, pela primeira vez na história da Casa, haverá um mandato coletivo formado por seis co-vereadores.

A sessão desta terça-feira também marcará o início dos trabalhos da nova Mesa Diretora da Casa, eleita no dia 1º de janeiro deste ano. A mesa é composta pelos seguintes parlamentares: vereador Osmar Filho (PDT), como presidente; vereador Dr. Gutemberg Araújo (PSC), como 1º vice-presidente; vereador Paulo Victor (PCdoB), como 2º vice-presidente; vereador Thyago Freitas (DC), como 3º vice-presidente; vereador Octávio Soeiro (Podemos), como 1º secretário; vereador Aldir Júnior (PL), como 2º secretário; vereador Ribeiro Neto (PMN), como 3º secretário; vereadora Karla Sarney (PSD), como 4º secretária; e vereadora Rosana da Saúde (Republicanos), como a 5º secretária.

O presidente da Casa, vereador Osmar Filho, abrirá a sessão solene com um pronunciamento aos parlamentares e demais presentes. O evento poderá ser acompanhado ao vivo pelo site da Câmara (www.camara.slz.br) e também por meio do seu canal no YouTube.

Foram convidados para o momento solene, o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB); o prefeito de São Luís, Eduardo Braide (Podemos); o presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Othelino Neto (PCdoB); o procurador-geral de justiça do Maranhão, Eduardo Jorge Hiluy Nicolau; o presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJ-MA), desembargador Lourival Serejo; o presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA), desembargador Tyrone José Silva; e o presidente da OAB Maranhão, Thiago Diaz.

As sessões deliberativas da Câmara Municipal continuarão sendo realizadas de forma híbrida, em virtude da pandemia do novo coronavírus. Os setores administrativos continuam operando com quantidade reduzida de servidores, em escala de rodízio.

Delegado da Polícia Civil do Maranhão morre de Coronavírus em São Luís

O delegado Antônio Carlos Martins Júnior era chefe do Setor de Inteligência da SSP e estava internado na UTI do UDI Hospital, no bairro Jarcati, em São Luís

O delegado da Polícia Civil do Maranhão, Antônio Carlos Martins Júnior, 53 anos, faleceu na manhã deste sábado (30), vítima de complicações da Covid-19 em São Luís.

Antônio Carlos era era natural  de São José do Rio Preto (SP), casado e pai de um filho. Lamentamos a perda e enviamos pesar e condolências aos familiares, amigos e colegas.

Veja a nota de pesar da Secretaria de Estado de Segurança Pública: 

NOTA DE PESAR – DELEGADO ANTÔNIO CARLOS MARTINS JÚNIOR

VEJA A NOTA DE PESAR DA ADEPOL-MA: 

Maranhense de Pedreiras é eleito presidente da Assembleia Legislativa de Roraima

O deputado Soldado Sampaio (PC do B) foi eleito novo presidente da Assembleia Legislativa de Roraima (ALER-RR).

A votação ocorreu na tarde de sexta-feira (29) após o Supremo Tribunal Federal (STF) afastar Jalser Renier (SD) da presidência e ordenar escolha da mesa diretora. Jalser não compareceu.

Aurelina Medeiros (Pode) presidiu a sessão extraordinária, já que é a deputada com mais legislaturas na Casa. Sampaio concorreu em chapa única e foi eleito por unanimidade com 19 votos.

Policial militar, Sampaio foi reeleito para o terceiro mandato em 2018 com 4.678 votos.

Ele é natural de Pedreiras-MA, é formado em Ciências Contábeis. Já passou pelas comissões de Administração, Serviços Públicos e Previdência; Defesa Social, Segurança Pública e Sistema Penitenciário; de Defesa dos Direitos Humanos; Orçamento; e Políticas Indigenistas.

Soldado Sampaio é filho do agricultor e lider comunitário, Chico Miranda e da dona Creuza Pereira dos Santos, moradores do povoado Angical, zona rural de Pedreiras.

Com informações do Maranhão de Verdade

Médica ri ao entubar paciente com covid-19: “kakaka. Mais um eu peço música”

A médica Leanara Amaro foi acionada no Ministério Público Estadual de Rondônia após uma publicação em suas redes sociais. Durante um plantão na UTI de covid-19 no Hospital Regional de Guajará-Mirim, ela postou uma foto em seu Instagram com a seguinte frase: “Dois entubados no mesmo plantão. “kakakakka. Mais um eu peço música no fantástico”.

A publicação chegou ao conhecimento de um vereador da cidade onde a médica recém-formada atua, e o caso foi levado às autoridades de saúde do município e ao diretor do hospital.

“Solicitei tanto do diretor do hospital quanto do secretário, que tomassem as devidas providências que o caso requer”, disse o vereador Rivan Eguez (PV).

Após a repercussão negativa, Leanara Rocha divulgou uma carta aberta pedindo desculpas pela publicação.

Peço publicamente desculpas a todos os conterrâneos, familiares, amigos de familiares, conhecidos, aos gestores desse Município, meus colegas de trabalho e aos principais os meus pacientes por uma publicação não pensada, sem teor nenhum de maldade ou sentimentos ruins que foi reproduzida inúmeras e inúmeras vezes com teor totalmente diferente e discrepante do sentimento expressado naquele momento: “Rir pra não chorar”. Jamais e por hipótese nenhuma comemoraria de maneira cruel sobre os péssimos desfechos da Covid-19″, escreveu.

Leia o conteúdo na íntegra abaixo:

 “Carta aberta à população de Guajará-Mirim

Diante dos acontecimentos envolvendo meu perfil pessoal, o instagram, e das inúmeras repercussões negativas a respeito de um post realizado em modo de stories achei justo me posicionar a respeito do assunto:

 Eu sou Leanara Amaro Rocha, pros meus amigos mais próximos a Léa, a Dra. Léa. Nascida e criada em Guajará-Mirim até os meus 14 anos, quando tive o sonho de ser Médica, desde então, fui morar fora junto com meu irmão em Cuiabá/MT e lá permanecemos por 3 anos sozinhos, um sob responsabilidade do outro, estudando em escola em período integral; após todos esses anos e não suficiente para ingressar em uma faculdade de Medicina, cursei mais um ano de cursinho em Porto Velho/RO sendo aprovada em uma instituição particular para Medicina em que permaneci por um ano.

 Devido as inúmeras inteméries financeiras de só quem tem um filho em período de Graduação em instituição particular pode entender, foi necessário buscar novas oportunidades, sendo aprovada um ano depois na Universidade pública do Estado.

 Tive formatura adiantada no período de pandemia pela COVID-19 em 2020 tendo em vista o status de calamidade pública do nosso Estado, sendo Guajará-Mirim/RO uma das cidades com maior taxa de mortalidade do Estado na época com falta de profissionais médicos para linha de frente.

 Não posso dizer que essa era minha primeira opção de emprego, nem a segunda e por muitos e muitos dias sofri pessoalmente com a realidade do município em que nasci, tive pesadelos, pensei na minha família que ficou aqui, nos meus amigos que ficaram, nos amigos dos meus pais, no meu pai. E se fosse algum deles? E se algum deles precisar de assistência e essa não estiver disponível? E se?

 Com tantas dúvidas e contrariando todos aqueles que são mais próximos de mim, decidi voltar a Guajará-Mirim, na intenção de tocar uma vida, de melhorar a realidade de pelo menos uma pessoa, isso para mim já teria pago todos os meus anos de estudo, de morar fora sozinha, de perder dias com as pessoas que amo por um bem maior.

 Peço publicamente desculpas a todos os conterrâneos, familiares, amigos de familiares, conhecidos, aos gestores desse Município, meus colegas de trabalho e aos principais os meus pacientes por uma publicação não pensada, sem teor nenhum de maldade ou sentimentos ruins que foi reproduzida inúmeras e inúmeras vezes com teor totalmente diferente e discrepante do sentimento expressado naquele momento: “Rir pra não chorar”. Jamais e por hipótese nenhuma comemoraria de maneira cruel sobre os péssimos desfechos da Covid-19.

 Trabalho nesta cidade desde o dia em que me formei Médica em maio de 2020, às vezes com uma carga horária longa de hora de trabalho

sem descanso e sem colegas para revezar o plantão: 36h, 48h, 72h… E neste último mês fui afastada pelos meus colegas por exaustão profissional. Síndrome de Burnout, e mesmo estando de atestado para descansar, voltei, tive um plantão tumultuado e acabei removendo paciente grave em 8h de viagem para o Hospital Referência.

 Todos os meus pacientes e as pessoas que chegarem até mim serão tratadas com respeito, carinho e dedicação até que se recuperem. A essas pessoas todo meu respeito e pedido de desculpas“.

Fonte: Catraca Livre

CORONAVÍRUS! Mandetta alerta para megaepidemia no Brasil em 60 dias

A transferência de pacientes com covid-19 do Amazonas para outros estados é vista com preocupação pelo ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta. Segundo ele, essa operação sem o cuidado necessário pode já ter plantado a nova variante do coronavírus em outros locais.

“O mundo inteiro está fechando os voos para o Brasil e o Brasil está, não só aberto normalmente, como está retirando paciente de Manaus e mandando para Goiás, mandando para a Bahia, mandando para outros lugares sem fazer os bloqueios de biossegurança”, disse em entrevista à TV Cultura.

“Provavelmente, a gente vai plantar essa cepa em todos os territórios da federação e daqui a 60 dias a gente pode ter uma megaepidemia”, completou Mandetta.

Cepa dominante no Amazonas

A nova variante do coronavírus que surgiu em Manaus tem sido acompanhada de perto pela Fiocruz do Amazonas. A preocupação é que ela possa tomar o país em um mês.

“Provavelmente essa nova variante já está em outras regiões do país, e é questão de tempo ela se tornar dominante. Em cerca de um mês já deve prevalecer sobre outras no monitoramento”, afirmou o infectologista Marcus Lacerda, da Fiocruz do Amazonas, em entrevista ao jornal O Globo.

Segundo o cientista, a nova cepa já é dominante no estado, aparecendo em 91% das amostras de vírus sequenciados.

Embora ainda não haja confirmação sobre maior transmissibilidade da P.1, como é chamada a nova variante, ela tem sido ligada ao aumento exponencial de casos em Manaus.

A cepa brasileira foi identificada pela primeira vez no dia 9 de janeiro em viajantes que chegaram ao Japão depois de passarem uns dias  na capital amazonense. Após a identificação da variante, Manaus viu o número de casos aumentar exponencialmente e colapsar o sistema de saúde.

Os médicos da capital do Amazonas relatam que agora o vírus tem evoluído no organismo dos doentes de maneira mais silenciosa e que os jovens estão morrendo mais de covid-19.

Perito criminal executado com tiros no pátio da UPA era professor em Pinheiro

A Polícia Civil por meio da Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa, (SHPP ) começou a investigar a morte do auxiliar de perito criminal, Salomão Matos dos Santos, de 32 anos de idade. Ele foi executado a tiros na madrugada desta sexta-feira (29), dentro da Unidade de Ponto Atendimento (UPA ) do Parque Vitória. O crime teria sido praticado por quatro homens que ocupavam um veículo Renault Dusterde cor branca.

O perito criminal da Polícia Civil Salomão Santos estava retornando da cidade de Pinheiro, onde trabalhava com professor. Depois de desembarcar da van ele pegou um carro lotação para chegar até sua residência. Já no trajeto próximo a UPA do Parque Vitória o carro lotação foi interceptado por uma Duster branca com quatro homens a bordo.

Os criminosos teriam se identificado como policiais e mandaram  o motorista parar. Assustado o perito Criminal disse para o motorista não obedecer que provavelmente era  um  assalto.  Houve uma rápida perseguição e já  na porta da UPA. Salomão desceu do carro e correu pra dentro da Unidade de Saúde,  sendo perseguido pelos acusados .

Já dentro da UPA  houve uma troca de tiros onde o perito foi atingido e morreu.  Houve muito pânico e correria dentro do hospital.  Antes de saírem da cena do crime, os acusados teriam feito uma revista no  carro lotação onde voltaram a dizer ao motorista que eram policiais. A Polícia Civil já solicitou as imagens das câmeras da UPA  que facilitariam a elucidação do crime. (Com informações do repórter Silvan Alves)